Compatilhar

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

EXCLUSIVO! Título de "Doutor Honoris Causa" concedido ao Secretário de Saúde do Maranhão custa R$ 2.997,07

Chamou atenção dos maranhenses a notícia veiculada alardeando extraordinária gestão da Saúde Pública do Estado pelo Secretário Carlos Lula. A notícia diz que tal fato chamou a atenção da Emill Brunner University, com sede em Brasília, que na noite da última segunda-feira (13) lhe concedeu o título de Doutor Honoris Causa em gestão de Saúde.

A situação da saúde estadual não merece nem a nota 5,0. Então como o atual secretário da saúde estadual recebeu o tão elevado título?

Não sabemos que esquema foi feito. Só sabemos que o aludido Título está disponível para qualquer um que enviar seu curriculum para o e-mail: presidencia@emillbrunner.com para uma suposta avaliação e pagar o custo do Título: R$ 2.997,07.

No Site (https://goo.gl/Yctc6Z) da instituição que concedeu o título para o secretário por suposta excelência em gestão de saúde, conta a seguinte propaganda:

DOUTOR HONORIS CAUSA

Disponível: Em estoque

R$ 2.997,07

SKU: 00099

Você gostaria de Ser reconhecido?
Sente que falta algo em sua vida acadêmica ou profissional? 
Gostaria de deixar seu nome na história ao lado dos grandes nomes?
Se a resposta é sim saiba que tudo isso é possível.
Em resposta a isso, A EMILL Brunner University oportuniza a outorga do título Doutor Honoris Causa. Pessoas como Oscar Niemeyer( construtor de Brasília e que era um profissional tão bom como você talvez seja em sua área de atuação) entre tantas outras personalidades receberam esta titulação que é considerada a mais alta titulação dada para uma pessoa por uma instituição educacional. Esta pessoa pode ser você!!! Isso mesmo!!! Caso nossa instituição entenda que você tem uma história profissional ou académica destacada, caso você tenha prestado serviços que consideremos relevantes para nossa sociedade, caso consideremos que você de alguma forma é um especialista naquilo que você faz, você poderá receber está titulação tão desejada. Sem trabalhos, monografias, dissertações ou teses você pode se tornar um Doutor. 
Basta seguir os seguintes passos para descobrir se você é esta pessoa que buscamos que faz a diferença: 
1. Envie seu curriculum para uma avaliação gratuita para o seguinte e-mail: presidencia@emillbrunner.com 
2. Aguarde nossa resposta em até 7 dias úteis.
3. Em caso de deferimento você será comunicado. Neste caso meus parabéns!!! Isso é para poucos viu? Este título esta amparado pelas normas estatutárias da instituição, amparado pela legislação brasileira e reconhecida pelos seguintes tratados internacionais: tratado dos países de língua portuguesa, tratado Mercosul, Tratado de Haia e vários outros. Além de reconhecido no Brasil o título é acreditado em todos os países que o Brasil mantém relações diplomáticas. O candidato aprovado poderá utilizar o título de Doutor em seus cartões de visita e periódicos com o total amparo legal nacional e internacional. O diploma que será emitido para o candidato aprovado é chancelado e acreditado pela EBWU, universidade devidamente registrada nos Estados Unidos da América, no Estado da Flórida localizada na cidade de Miami e cadastrada no Departamento de Educação da Flórida por meio da Commission Independent for Education. Além de todos os reconhecimentos citados esta titulação também é acreditada nos Estados Unidos da América (País de Primeiro Mundo).
Após o candidato aprovado ser comunicado de sua aprovação e ter efetuado o pagamento das taxas administrativas, o mesmo receberá sua documentação em casa confeccionada no papel moeda com pelo menos 3 travas de segurança com o selo prata ou ouro de honra da EMILL Brunner dentro de uma pasta personalizada feita no papel Premium com 300 de gramatura. O mesmo será enviado com AR registrado para segurança do recebimento desta titulação. O mesmo receberá seu título em até 90 dias úteis.
Em caso de aprovação o candidato:
Será reconhecido e sairá do anonimato
Terá honra
Terá prestígio
Terá glamour
Será um doutor com todas as prerrogativas legais e historicamente!!!
Terá reconhecimento no Brasil e no exterior.
No caso você tem que enviar seu curriculum hoje mesmo pois este valor poderá acabar até a leitura deste texto. Não perca tempo e envie seu curriculum para uma avaliação gratuita para presidencia@emillbrunner.com

TÍTULOS HONORIFÍCOS Esses são entregues para pessoas ilustres que se destacaram no meio acadêmico,humanístico ou em sua sociedade. Caso acredite ser uma dessas pessoas envie seu curriculum Vitae para que nossa equipe de doutores possam avaliar o mesmo. Envie seu curriculum para presidência@emillbrunner.com. Os mesmos poderão ser emitidos em diversas áreas do saber humano. Nossos títulos são amparados por nossas normas estatutárias, pela LDB 9394/96, Título VI, Art. 66, parágrafo único e pelo principio da legalidade. O princípio “nullum crimen nulla poena sine lege” é cláusula pétrea da Constituição Federal de 1988 (art. 5°, XXXIX; c/c o inciso IV do § 4º do art. 60) e fundamento do nosso Direito Penal, figurando no art. 1° do Código Penal. O artigo 5º, II, da Constituição da República, cuida do Princípio da Legalidade. O artigo 146, "caput", do Código Penal define o crime de constrangimento: "constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda" e, para complementar tal garantia, o artigo 5º, XL, da Carta Magna. Nossas titulações são emitidas nos mais altos padrões e são acreditadas por diversas instituições no Brasil e no Exterior.
Honoris causa, abreviado como h.c., é uma locução latina (em português: "por causa de honra") usada em títulos honoríficos concedidos por universidades a pessoas eminentes, que não necessariamente sejam portadoras de um diploma universitário mas que se tenham destacado em determinada área (artes, ciências, filosofia, letras, promoção da paz, de causas humanitárias etc.), por sua boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço que transcendam famílias, pessoas ou instituições.
Historicamente, um doutor honoris causa (ou doctor honoris causa) recebe o mesmo tratamento e privilégios que aqueles que obtiveram um doutorado acadêmico de forma convencional - a menos que se especifique o contrário.
A pessoa que recebe o título de "doutor honoris causa" pode usar a abreviação "Dr. h. c.". Caso já tenha um título de doutorado acadêmico, poderá utilizar a abreviação "Dr. Dr. h. c.". A pessoa honrada com mais de um título de doutor honoris causa, poderá usar a abreviação "Dr. h. c. mult." (Doutor honoris causa multiplex). 

EXCLUSIVO! O Blog faz uma varredura do link que anunciou 2 passagens aéreas grátis da GOL e veja o resultado


Fizemos uma varredura do site 👉 http://voedegol.com/?promocao que usa o nome da GOL COMPANHIA AÉREA prometendo 2 passagens grátis. 

Veja o resultado:


A varredura mostrou ainda os detalhes do falso link

Classificação do Alexa: 12533714
Host IP: N / A
Tamanho do arquivo: N / A
Whois Info: 
Criado: 2017-11-13T17: 53: 30Z 
Validação de dados: N / A 
Data de validade: 
Registrador: 1 e 1 Internet SE
IPInfo: 
Cidade: Wayne
Região: Pennsylvania
País: EUA
Localização: 40.0548, -75.4083
Org: 1 & 1 Internet Inc.
ISP: AS8560 1 e 1 Internet SE
Postal: 19087

Com as coordenadas da localização chegamos ao endereço de onde saiu o boato.

https://www.google.com.br/maps/place/40%C2%B003'17.3%22N+75%C2%B024'29.9%22W/@40.0548041,-75.4104887,17z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x0:0x0!8m2!3d40.0548!4d-75.4083

Pronto! Agora basta a GOL processar o cretino.

Contra brutos vale o rigor da Lei de Feminicídio. Proteja as mulheres, denuncie!!

Feminicí­dio: O que é

“O feminicídio é a instância última de controle da mulher pelo homem: o controle da vida e da morte. Ele se expressa como afirmação irrestrita de posse, igualando a mulher a um objeto, quando cometido por parceiro ou ex-parceiro; como subjugação da intimidade e da sexualidade da mulher, por meio da violência sexual associada ao assassinato; como destruição da identidade da mulher, pela mutilação ou desfiguração de seu corpo; como aviltamento da dignidade da mulher, submetendo-a a tortura ou a tratamento cruel ou degradante.”, Comissão Parlamentar Mista de Inquérito sobre Violência contra a Mulher (Relatório Final, CPMI-VCM, 2013).

“O feminicídio representa a última etapa de um continuum de violência que leva à morte. Seu caráter violento evidencia a predominância de relações de gênero hierárquicas e desiguais. Precedido por outros eventos, tais como abusos físicos e psicológicos, que tentam submeter as mulheres a uma lógica de dominação masculina e a um padrão cultural de subordinação que foi aprendido ao longo de gerações”.
Lourdes Bandeira, socióloga, pesquisadora e professora da Universidade de Brasília. (Leia mais).

“Trata-se de um crime de ódio. O conceito surgiu na década de 1970 com o fim de reconhecer e dar visibilidade à discriminação, opressão, desigualdade e violência sistemática contra as mulheres, que, em sua forma mais aguda, culmina na morte. Essa forma de assassinato não constitui um evento isolado e nem repentino ou inesperado; ao contrário, faz parte de um processo contínuo de violências, cujas raízes misóginas caracterizam o uso de violência extrema. Inclui uma vasta gama de abusos, desde verbais, físicos e sexuais, como o estupro, e diversas formas de mutilação e de barbárie.”
Eleonora Menicucci, ministra chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência (SPM-PR).

Feminicídio: O que diz a lei brasileira

O crime de feminicídio íntimo está previsto na legislação desde a entrada em vigor da Lei nº 13.104/2015, que alterou o art. 121 do Código Penal (Decreto-Lei nº 2.848/1940), para prever o feminicídio como circunstância qualificadora do crime de homicídio. Assim, o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino, isto é, quando o crime envolve: “violência doméstica e familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher”.
Os parâmetros que definem a violência doméstica contra a mulher, por sua vez, estão estabelecidos pela Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340) desde 2006: qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial, no âmbito da unidade doméstica, da família ou em qualquer relação íntima de afeto, independentemente de orientação sexual.
A Lei de Feminicídio foi criada a partir de uma recomendação da CPMI que investigou a violência contra as mulheresnos Estados brasileiros, de março de 2012 a julho de 2013.  
É importante lembrar que, ao incluir no Código Penal o feminicídio como circunstância qualificadora do crime de homicídio, o feminicídio foi adicionado ao rol dos crimes hediondos (Lei nº 8.072/1990), tal qual o estupro, genocídio e latrocínio, entre outros. A pena prevista para o homicídio qualificado é de reclusão de 12 a 30 anos.

Dossiê Violência contra as Mulheres

Este é um dossiê digital feito para contribuir com a divulgação de informações e o debate sobre a violência contra as mulheres. Para isso, conta com um banco de fontes de especialistas e também com um banco de pesquisas que reúne dados e estudos atuais sobre a violência de gênero no Brasil. O dossiê também dispõe de uma seção de conteúdos especiais, que compilam informações, dados e análises.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

AS PRIMEIRAS CONSEQUÊNCIAS DA REFORMA TRABALHISTA

Trabalhadores demitidos na fila para assinar rescisão de contrato nesta segunda-feira
Depois, se forem recontratados  o serão sob condições escorchantes (abusivas)
Já dá para perceber as primeiras consequências da Reforma Trabalhista implementada pelo governo Temer. A classe trabalhadora não reagiu às reformas e agora tem que engolir calada.

A Reforma começou a valer há apenas dois dias (sábado, dia 11) e o empresariado articula mais arrocho. Estão demitindo seus funcionários para depois recontratá-los  com base na nova Reforma Trabalhista em condições escorchantes (abusivas). Preparem-se para o pior.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

DUAS GRANDES INAUGURAÇÕES NO FÓRUM DE SÃO LUÍS

Inauguração do 1º Centro de Mediação e Conciliação específico para Família

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Cleones Carvalho Cunha, e a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Anildes Cruz, inauguraram, no fim da manhã desta quarta-feira (8), no Fórum Des. Sarney Costa, o 1º Centro de Conciliação e Mediação de Família. A unidade realizará audiências de mediação e conciliação pré-processuais e processuais, o que ajudará a desafogar o trânsito processual nas sete unidades judiciais de Família do Termo Judiciário de São Luís – Comarca da Ilha.
👉👉 https://goo.gl/8qEGLW

Inauguração de Restaurante no fórum para atender juízes, servidores e usuários da Justiça.


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

PARA ENTENDER COMO AGE UM COMUNISTA ANTES E DEPOIS: Assista a "Revolução dos Bichos" e compare com a política do MA atual




Em a "A Revolução dos Bichos", George Orwell, decepcionado com o comunista Stalin, que desvirtuou os propósitos da Revolução soviética, se revelando um terrível ditador comunista no século 20.

É essa decepção que levou o inglês George Orwell a escrever a obras que o colocaria na história da literatura universal: "A Revolução dos Bichos".

Na obra, o autor mostra a cara do comunismo na sua essência. 

Um velho (que representa Karl Marx), o qual constata que os animais, apesar de superiores aos homens, são explorados por eles. Propõe, então, uma revolução que modifique esse estado das coisas. Isso é o que defende todo comunista.

O porco morre (Karl Marx), mas outros porcos decidem levar seus ideais adiante, promovendo a revolução na fazenda onde vivem. 

Os porcos comandando outros animais expulsam o dono da propriedade, e passam a administrar a fazenda, dizendo que é um "governo de todos nós"

Porém, com o passar do tempo, os porcos vão se impondo aos outros bichos e assumem, na prática, o papel que era exercido pelos homens, tornando-se piores.

Na visão do autor da obra, os porcos representam os comunistas e o desenvolvimento da trama vai mostrá-los assumindo o mesmo papel de domínio e exploração anteriormente exercido pelos homens, que se identificariam com a burguesia ou oligarquia. Parece com um fato recente no Maranhão. 

Conforme disponível em https://goo.gl/3YxBn1. "É impossível discordar do autor no que se refere ao chamado socialismo real. Em todos os lugares do mundo onde ele foi implantado ao longo da história, um partido - e via de regra o líder desse partido - tomaram o lugar da classe social que deveria comandar o processo revolucionário, substituindo a "ditadura do proletariado" proposta por Marx por uma ditadura do partido. Foi assim na União Soviética e em seus satélites do Leste Europeu, na China, no Camboja, em Cuba e na Coréia do Norte". 

A leitura de "A Revolução dos Bichos" continua atual e oportuna, ajudando o leitor a refletir sobre utopias e realidade, bem como a questionar a retórica da construção de uma sociedade mais justa e igualitária, em nome da qual "os fins justificam os meios".

"A Revolução dos Bichos" serve muito bem para uma reflexão dos maranhenses.

Assista ao Filme ou leia o Livro Link aqui e depois avalia os comunistas antes das eleições 2014 e agora. O que fizeram com os que conquistaram com eles?

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

URGENTE!! Líder da Assembleia de Deus e mais 25 mil pastores se preparam para deixar a CGADB

Da Redação JM Notícia – Ricardo Costa Nascimento
Pastor Samuel Câmara deve presidir a nova convenção nacional – Foto: Divulgação
Uma notícia extraoficial afirma que Pastor Samuel Câmara, presidente Assembleia de Deus em Belém do Pará, se prepara para deixar a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e mais de 25 mil pastores devem seguí-lo para se filiarem a uma nova convenção nacional que está sendo criada.

Uma fonte, que pediu para não ser identificada, confirmou a saída do pastor que está há 33 anos na CGADB e declarou que pastores de todo o Brasil já estão se reunindo para formar esta nova convenção. “É um caminho inevitável”, declarou a fonte citando os problemas gerados na CGADB por conta das últimas eleições para presidente.
O entendimento a esse respeito, já acontece há dois meses e várias reuniões aconteceram em diferentes estados brasileiros e em uma delas, em Belém do Pará, já teriam criado o Estatuto da nova Convenção Assembleiana – cujo nome não foi divulgado. Entre as principais mudanças estará a ordenação de pastoras, algo não permitido atualmente na CGADB. A nova convenção também terá uma editora para produzir e distribuir o material da Escola Bíblica Dominical, livros, além de ter um curso básico de teologia com certificado do MEC. Uma fonte, que pediu para não ser identificada, confirmou a saída do pastor que está há 33 anos na CGADB e declarou que pastores de todo o Brasil já estão se reunindo para formar esta nova convenção. “É um caminho inevitável”, declarou a fonte citando os problemas gerados na CGADB por conta das últimas eleições para presidente.
Procurado pelo JM Notícia, André Câmara, filho do pastor Samuel Câmara, afirmou que  o entendimento para a criação da nova convenção partiu de diversas lideranças evangélicas do país.
“Isso é um movimento de todos os pastores do Brasil, é um movimento do Brasil, não é do pastor Samuel Câmara viu. O pastor Samuel Câmara não tem ingerência nisso, é uma coisa muita espontânea” , disse André Câmara ao JM Notícia.
Eleições judicializadas
Momento do acordo histórico entre
Jonatas Câmara e Bezerra, no entanto,
não foi cumprido nas eleições de 2017.
Em abril de 2013, pastor Samuel Câmara concorreu à eleição da CGADB e perdeu para José Wellington por um placar apertado. Dentre os 16.410 votos válidos, José Wellington obteve 9.003 votos (54%) e contra 7.407 (46%) de Câmara. O resultado da eleição de 2013, foi questionado na justiça, e em consequência, a CGADB foi multada a pagar mais de R$ 9 milhões de reais, porque não demonstrou em juízo os comprovantes de pagamentos de inscrições dos ministros que votaram na eleição de 2013.

Após acordo entre Câmara e o ex-presidente da CGADB, pastor José Wellington Bezerra da Costa, a ação judicial foi retirada e José Wellington fez o compromisso de que na eleição de 2017, Samuel Câmara teria acesso a todo o processo eleitoral da entidade, o que de fato, não aconteceu.
Em 2017, após várias demandas judiciais, envolvendo supostas inscrições de pastores desligados e até mortos, a CGADB anunciou em abril deste ano, a vitória do pastor Wellington Júnior como o novo presidente da CGADB, obtendo 14.675 votos, contra 8.145 votos do pastor Samuel Câmara.
No dia da eleição, pastor Samuel Câmara afirmou que foi impedido de ter acesso ao local da apuração. “Nós viemos aqui para participar da eleição e lamentavelmente a empresa Scty não deixou nem a gente chegar perto e mudaram tudo para aquele Hotel…e nem deixou a gente entrar… só tínhamos uma coisa a fazer… orar”.
Propostas
Entre as propostas que Câmara sempre defendeu enquanto candidato à presidente da CGADB, foi alternância de Poder na Presidência e Mesa Diretora, a criação da Rede Assembleia de Deus de TV, Rádio e Internet. Ele tinha defendido ainda que, a CPAD estivesse presente em todos estados e com valores acessíveis, prestasse atendimento Jurídico, Contábil e previdenciário aos pastores da CGADB e a criação de impactos sociais, de evangelismo e Missionários no Brasil e Exterior.
CGADB
Câmara já atuou em diversas comissões da CGADB, e na Mesa Diretora, como 1º Secretário e 1º Vice-Presidente.