domingo, 15 de janeiro de 2017

Brasil, o país que vacilou para o crime

Isso mesmo! O crime cresceu, se modernizou e se estabeleceu nos territórios do Brasil, enquanto este permanece inerte e atrasado no combate. Resiste em permanecer com uma legislação arcaica e branda com os piores criminosos.

Por que diabos este país não responde à altura ás práticas criminosas? Existiria algum povo ou Nação que se deixaria fulminar por criminosos sem nenhuma reação?

Existe! Esse povo é o povo brasileiro. Essa Nação é o Brasil

Sua gente tomba todos os dias, seja pelas mãos de criminosos comuns, seja pelas mãos das autoridades corruptas, sem que haja nenhuma reação à altura. É um prende e solta sem fim. Uma burocracia de dá nojo sob o argumento surrado de estado de direito!

Aqui criminosos é quem manda. É um País frouxo, de autoridades e povo frouxos.

Estamos perdidos!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Eleições 2018 já começaram no Maranhão

A população tem assistido o governador Flavio Dino e seu pupilo Marcio Jerry se engalfinhando com os Sarney e seus aliados. Tudo com vista às eleições 2018 no Maranhão.

Começou com Flávio Dino e sua turma fuçando a vida nos registros do Estado. Levantaram tudo da sarneyzada. Desde dos salários, até o patrimônio privado deles. Blogs e outros veículos de comunicação foram incumbidos de detonar os selecionados como inimigos políticos.

No contra-ataque, os Sarney vem disparando suas metradoras contra a gestão do governador Flávio Dino. As denúncias que vem sendo expostas em blogs, rádios e TV, alinhados com os Sarney deixa inveja aos mais hábeis corruptos do Brasil.

Só em um órgão, a FUNAC, os Sarney descobriram o desvio de mais de R$ 1.000.000, 00 (um milhão de reais) num esquema de aluguéis de camaradas (companheiros). Pelo que se extrai das denúncias, o esquema da gestão do PC do B no Maranhão consistiu em alugar  meses antes de usá-los, mas já fazendo os pagamentos.

A defesa do governo do Maranhão tem sido a alegação de que os Sarney fizeram o mesmo, para querer justificar o crime de improbidade e lesão ao patrimônio público.

Assim anda o Maranhão. Os sujos falando dos maus lavados e vice-versa. Ambos de olho nas eleições 2018.


terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Secretário de educação de São Luís orienta sobre procedimentos e critérios para receber alunos na faixa etária de 3 a 5 anos de idade para o ano letivo de 2017.

O secretário de educação, Moacir Feitosa, em encontro com gestores da área, discutiu procedimentos e critérios para receber alunos na faixa etária de 3 a 5 anos de idade para o ano letivo de 2017 na rede escolar da Capital e divulgou o calendário de pré-matrícula, matricula e rematrícula para alunos da Educação Infantil da rede municipal.

O calendário ficou assim distribuídos para o ano letivo de 2017

1 - Pré-matrícula nas Unidades de Educação Básica de Educação Infantil serão feitas de 16 a 20 de janeiro;

2 - A Rematrícula, que já vem ocorrendo desde dia 2, vai até 13 de janeiro;

3 - As Matrículas ocorrerão de 23 a 27 de janeiro. 

Observação: As inscrições para a solicitação de vagas deverão ser feitas pelos pais ou responsáveis legais da criança na instituição onde está sendo pleiteada a vaga.


Moacy Feitosa esclarece que os projetos educacionais concebidos para São Luís tem uma atenção especial do prefeito Edivaldo Holanda Jr, principalmente com as crianças, que devem ser cuidadas com a mesma atenção dispensada pelos seus familiares. "Os critérios para matrícula e rematrícula foram elaborados atendendo às estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE) e as orientações do Tribunal de Contas da União (TCU)", disse o secretário.


O prefeito Edivaldo Holanda Junior tem priorizado a Educação Infantil e Moacy Feitosa ressalta: "Esta primeira etapa da Educação Básica, é um direito humano e social, portanto um direito de toda criança, com igualdade de oportunidades educacionais e o exercício da cidadania. A equipe da Semed elaborou um cronograma para realização de pré-matrículas que possibilitará atendimento em sua plenitude para os pais ou responsáveis das crianças", enfatizou o secretário da educação.

A Semed orienta que para a pré-matrícula dos estudantes, os pais ou responsáveis devem apresentar, na própria escola, os seguintes documentos: certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança, comprovante de residência, carteira de identidade (RG) e Carteira de Trabalho do pai/mãe e/ou responsável. Todas as inscrições no cadastro de solicitação de vagas, sem exceções, passarão a formar a lista de pré-inscritos, conforme faixa etária informada.

MATRÌCULA E REMATRÍCULA
A Superintendência da Área de Educação Infantil (Saei), destaca que as rematrículas e matrículas acontecerão diretamente na escola. 

Para o processo de matrícula, os pais ou responsáveis deverão levar os documentos originais e cópias da certidão de nascimento ou carteira de identidade; RG e CPF dos pais ou responsáveis; comprovante de residência, carteira de vacinação da criança, 2 fotos 3x4 da criança, NIS do responsável e da criança beneficiária do Bolsa Família.

A Semed esclarece ainda que a matrícula de crianças com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, altas habilidades ou superdotação, é compulsória e deverá ser efetivada direito na escola mais próxima de sua residência. As crianças com surdez devem ser encaminhadas à Superintendência da Área de Educação Especial (Saee), no térreo da Secretaria Municipal de Educação, para os procedimentos de matrícula.

A gestora da U.E.B. Bernardina Spíndola, Sylvia Tereza Fontinhas, as ações da Semed fortalecem o processo de integração da gestão com a comunidade. "A procura já começou em nossa escola, este aumento é resultado dos avanços na educação municipal e do investimento que a Prefeitura de São Luís tem feito na melhoria da infraestrutura da rede e na capacitação dos profissionais", disse.

domingo, 8 de janeiro de 2017

Edivaldo Holanda Jr disponibiliza especialidade médica neurológica modelo no país

Rede de saúde do município avança

Implantado em 2014, o serviço de Neurocirurgia no Hospital da Mulher é resultado direto dos investimentos feitos pela Prefeitura de São Luís na recuperação da unidade. No hospital, são realizados serviços de neurocirurgia de alta complexidade, relativos a aneurismas, tumores cerebrais e traumatismo raquimedular – sem prejuízo dos atendimentos já realizados na área de saúde da mulher.
O lavrador Adri Reis, 31 anos, está há três meses internado no Hospital da Mulher. Ele caiu de uma árvore e teve trauma na coluna. "Quando cheguei não conseguia sentar e agora estou no meio do tratamento, já estou sentando e vou passar por mais um processo cirúrgico. Aqui fui muito bem atendido pela equipe da unidade e agradeço por terem sido atenciosos".
Quem acompanha Adri Reis é sua mãe, Vitalina Reis, de 55 anos, também lavradora. "O atendimento do hospital está sendo ótimo, meu filho foi logo atendido e operado e já está recuperando os movimentos", festeja. Após dar alta ao lavrador, o próprio hospital vai encaminhá-lo para fazer fisioterapia no município de Cururupu, onde a família reside.
A estrutura disponibilizada para o serviço no hospital é de centro cirúrgico, 11 leitos de UTI, quatro salas de enfermaria e cinco leitos de unidade de cuidados intermediários. O ambiente é totalmente climatizado, garantindo o conforto dos pacientes. Este ano, o Hospital da Mulher foi reconhecido pelo Ministério da Saúde como referência em Neurocirurgia.
"A habilitação da unidade como referência da alta complexidade em neurocirurgia seguiu um roteiro de adaptações, uma lista de requisitos técnicos de pessoal e de espaço físico, conforme diretrizes estabelecidas pela Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde. Com as melhorias aqui realizadas, temos uma saúde, na especialidade médica neurológica modelo no país", enfatizou a diretora Natália Mandarino.
Para o ano de 2017, a Prefeitura de São Luís trabalha ainda na diversificação dos serviços oferecidos na área pediátrica, com a construção do novo Hospital da Criança, uma parceria celebrada entre o Governo do Estado e a Prefeitura. O hospital, que está em fase de acabamento, vai ganhar centro cirúrgico com quatro salas de grande porte e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), bem como serviços completos de diagnóstico por imagem, como ultrassom e tomografia computadorizada, todos serviços inéditos para a área pediátrica na rede municipal de saúde.
OUTRO AVANÇO
O Núcleo Especializado em Saúde do Homem, no Centro de Especialidades Médicas (CEM) do Filipinho estão entre os exemplos desses avanços.
"A reativação do Hospital da Mulher, a ampliação dos serviços no Centro de Especialidades Médicas - CEM Filipinho e a reestruturação de dezenas de unidades de saúde são realizações da nossa gestão. Seguimos trabalhando para avançar ainda mais nos próximos quatro anos e garantir atendimento de qualidade aos que precisam", disse o prefeito Edivaldo.

A secretária municipal de Saúde (Semus), Helena Duailibe, ressaltou que a reestruturação do sistema é um marco da gestão. "O prefeito Edivaldo determinou a reestruturação de todo o sistema para que possamos alcançar os avanços que a população precisa. Outras ações são executadas na área para ampliar e fortalecer o atendimento desde a atenção primária até os serviços de alta complexidade", disse a gestora. "São Luís hoje recebe os mesmos recursos federais do passado, mas as demandas aumentaram. Ainda assim, com um rigoroso planejamento, estamos conseguindo reestruturar os serviços de saúde em São Luís", completou Helena Duailibe.
Em maio deste ano, o CEM Filipinho foi reinaugurado após ampla reforma, que abrangeu intervenções estruturais e também melhorias das instalações elétricas e hidráulicas. A reforma triplicou a capacidade de atendimento da unidade e diversificou o atendimento – adicionando aos serviços já oferecidos as especialidades de urologia e proctologia, além de exames preventivos de câncer de próstata e procedimentos como biópsia, cateterismo, punção de bexiga e vasectomia. Juntas, as especialidades e serviços compõem o Núcleo Especializado em Saúde do Homem, o primeiro do tipo no Maranhão, para a rede pública de saúde.
"Neste núcleo, o homem dispõe de um atendimento qualificado, específico e com uma série de especialidades. Fazemos uma avaliação muito positiva dos benefícios com as melhorias da estrutura na unidade. Quem ganha é o cidadão que agora utiliza um serviço ampliado e pode ser atendido em melhores condições", ressaltou o diretor geral do CEM Filipinho, José Abrahan de Leopoldino. O gestor complementa que o serviço corresponde a 30% dos atendimentos e que a casa de saúde assiste aos usuários com mais eficiência na média e alta complexidade.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Ações do judiciário maranhense leva a ministra Carmem Lúcia a convocar presidente do TJMA para participar de reunião sobre situação carcerária no AM

O presidente do TJMA, Des. Cleones Cunha foi convidado para participar da reunião convocada pela presidente do STF, ministra Cármem Lúcia, com presidentes de Tribunais do Norte para discutirem soluções para situação carcerária no AM. A reunião foi realizada quinta-feira (5), em Manaus (AM).

A rebelião ocorrida no último dia 1º de janeiro no presídio Anísio Jobim, na capital amazonense, com a morte de 56 detentos, foi a motivação do encontro.

Em razão do TJMA já ter gerenciado crise no seu Sistema Carcerário, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármem Lúcia, convocou o desembargador maranhense para opinar sobre o assunto, juntamente com os  presidentes de Tribunais de Justiça da Região Norte.

No encontro, o presidente do TJMA apresentou todos os dados estatísticos relacionados ao sistema prisional maranhense, demonstrando que, em comparação com outros Estados, a situação do Sistema Carcerário do Maranhão é controlável. “Sabemos que a situação dos presídios brasileiros é complicada. Aqui no Maranhão, nesses dois últimos anos a situação é estável e estamos melhores que se compararmos com os Estados do Amazonas e Pará, que são os maiores da região Norte”, comentou o desembargador Cleones Cunha.

Ele mostrou para a ministra Carmem Lúcia os dados da Unidade de Monitoramento Carcerário do TJMA, relativos a novembro de 2016, no Maranhão. Onde há um total de 12.082 presos. Desses, 4.124 em unidades prisionais da capital, 3.727 em unidades do interior, 276 em APAC’s e 1.130 em delegacias do Estado, além de 2.825 no regime aberto. Em relação à situação dos presos, 5.007 são provisórios e 7.075 definitivos, já em cumprimento de pena.

A rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus (AM) durou mais de 17h. Foram confirmadas 56 mortes pelo Governo do Estado. O complexo tem capacidade para abrigar 1.224 presos, está localizado na BR 174, que liga Manaus a Boa Vista, e a unidade prisional onde foi iniciado o motim tem capacidade de abrigar 454 presos, estando superlotada.

Para evitar situação semelhante, a Corregedoria da Justiça do Maranhão, o TJMA e o Governo do Estado tem trabalhado juntos em parceria e tomado medidas necessárias à estabilidade do Sistema Carcerário maranhense.
Em setembro/2016, a Corregedora Anildes Cruz assinou Termo de Cooperação Técnica com a Unidade de Monitoramento, Acompanhamento e Fiscalização do Sistema Carcerário (UMF/TJMA), coordenada pelo desembargador Froz Sobrinho, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/MA) e Delegacia Geral de Polícia Civil durante cerimônia na CGJ.

Já em novembro/2016, o Presidente Cleones Cunha e a Corregedora Anildes Cruz assinaram  Termo de Cooperação Técnica que garante a troca de informações entre o Judiciario, MPE e o Executivo para combate ao crime.

A corregedora Anildes Cruz ressalta a participação efetiva do desembargador Froz Sobrinho no acompanhamento e monitoramento do sistema carcerário e enfatiza que esses termos de cooperação é resultado do esforço conjunto entre o Poder Judiciário, órgãos de segurança do Estado, e demais instituições envolvidas, para o combate à criminalidade e agilidade processual. "O Sistema de Segurança do Estado entrou em um novo momento com essa parcerias. E a partir de agora, com mais eficiência, agilidade e segurança na tomada de decisões", assinalou a desembargadora corregedora.