Blog do Edgar Ribeiro: Bia Venâncio, Thiago Aroso e Secretários presos pela PF serão monitorados 24 horas por meio Tornozeleiras eletrônicas.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Bia Venâncio, Thiago Aroso e Secretários presos pela PF serão monitorados 24 horas por meio Tornozeleiras eletrônicas.

Compartilhe esta postagem!



O CRIME NÃO COMPENSA DONA BIA, MAIS TARDE VEM AS CONSEQUÊNCIAS

A Justiça Federal ao acolher pedido da Polícia Federal, no bojo da Operação Allien, deflagrada na manhã desta quinta-feira (20) decidiu que a prefeita de Paço do Lumiar, Bia Venâncio, o seu filho, o vereador Thiago Aroso e os secretários presos, serão monitorados 24 horas por meio de tornozeleiras eletrônicas.

Além do monitoramento, eles deverão ficar recolhidos em suas casas no período noturno, nos fins de semana e nas folgas.

Não podem manter contato com os demais 17 investigados. O acesso deles à sede da prefeitura também está proibido.

Bia, Thiago Aroso e os outros 17 investigados são acusados de vários crimes de desvios de recursos do Fundeb e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE).

ELES DESVIARAM MILHÕES DE PAÇO DO LUMIAR
Paço do Lumiar é o município brasileiro que mais desviou verbas nos últimos 4 anos.

4.476 milhões foram desviados do SUS, conforme o Relatório de Auditoria Nº 10.398 do DENASUS.


13.677 milhões destinados para pavimentação de ruas, vindo do Ministério das cidades foram desviados, conforme relatório de auditoria federal.

3.155 milhões também para pavimentações de ruas, destinados pelo Governo do Estado, também foram desviados, conforme auditoria do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão.


6.160 milhões foram desviados da educação municipal, sendo 710 mil desviados do Programa Nacional de Transporte Escolar, conforme Relatório da CGU- Maranhão.


A situação do município é perturbadora (veja AQUI).

Veja as provas (AQUI).


Para fazerem esses desvios de recursos públicos foi feito o controle da maioria da imprensa mediante o pagamento de propinas, principalmente para radialistas da capital, confira:

 - CONTROLE DA IMPRENSA 1 (AQUI);

 - CONTROLE DA IMPRENSA 2 (AQUI);

 - CONTROLE DA IMPRENSA 3 (AQUI);

 - CONTROLE DA IMPRENSA 4 (AQUI).

Somadas, as penas podem chegar a 35 anos de reclusão para cada um.

Segundo a polícia federal, o nome da operação foi escolhido em alusão ao filme “Allien”, “baseado em um parasita, que se utiliza dos recursos do hospedeiro consumindo e parasitando inteiramente o organismo”.

Aguarde: O mensalão dos vereadores de Paço do Lumiar.

Deixe seu Comentário Aqui!