Compatilhar

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

ABAIXO-ASSINADO CONTRA CANDIDATURA DE RENAN CALHEIROS ATINGE QUASE 300 MIL ASSINATURAS.


Um abaixo-assinado feito na internet contra a candidatura de Renan Calheiros (PMDB-AL) à presidência do Senado atingiu nesta quinta-feira, 31, a quase 300 mil assinaturas. Lançada na quinta-feira passada, a petição online pede que os parlamentares escolham um nome “ficha limpa” para ocupar o cargo (Confira). A eleição no Senado está marcada para esta sexta-feira, dia 1º de fevereiro, dia em que organizadores do documento pretendem entregar o manifesto aos senadores.

Segundo os movimentos anticorrupção que lançaram o documento, senadores que se opõem à candidatura de Renan se comprometeram a ler o abaixo-assinado no plenário da Casa se a petição conseguisse reunir os 100 mil nomes. Além do peemedebista, devem concorrer ao cargo os senadores Pedro Taques (PDT-MT) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

OS PROCESSOS QUE INDICAM QUE RENAN CALHEIROS É IMPROBO (DESONESTO) E NÃO PODE PRESIDIR O SENADO FEDERAL.

PROCESSO NO STF
Inq 2593 - INQUÉRITO (Segredo de Justiça) 

Origem:
DF - DISTRITO FEDERAL

Relator:
MIN. RICARDO LEWANDOWSKI

AUTOR(A/S)(ES)
MINISTERIO PUBLICO FEDERAL 

PROC.(A/S)(ES)
PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA 

INVEST.(A/S)
R. C. OU J. R. V. C.  

ADV.(A/S)
MARCELO LEAL DE LIMA OLIVEIRA 

Data
Andamento
Órgão Julgador
Observação
Documento
28/01/2013 
Conclusos ao(à) Relator(a) 

COM 43 VOLUMES. 

 
28/01/2013 
Juntada a petição nº 

 1911/2013.1911/2013 

 
28/01/2013 
Oferecida a denúncia 

PETIÇÃO Nº 1910/2013. 

 
25/01/2013 
Petição 



 

Trata-se de investigação penal contra o Senador Renan Calheiros, que é suspeito de usar notas frias para comprovar o pagamento de pensão alimentícia para o filho que teve com a jornalista Mônica Veloso. A pensão, na época em que as denúncias surgiram era de R$ 12 mil. A suspeita é de que esses repasses eram feitos mensalmente por um lobista da empreiteira Mendes Júnior. O caso, que corre sob segredo de Justiça, é o mesmo que levou o parlamentar a renunciar ao comando do Senado, em 2007.

Veja outro Inquérito que apura improbidade administrativa e tráfico de influência praticado por Renan Calheiro:

PROCESSO NO STF
Inq 2998 - INQUÉRITO (Segredo de Justiça)

Origem:
DF - DISTRITO FEDERAL

Relator:
MIN. CÁRMEN LÚCIA

AUTOR(A/S)(ES)
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 

PROC.(A/S)(ES)
PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA 

INVEST.(A/S)
R. C. OU J. R. V. C.  

ADV.(A/S)
EDUARDO ANTÔNIO LUCHO FERRÃO 

Data
Andamento
Órgão Julgador
Observação
Documento
27/09/2012 
Vista à PGR 

C/ 6 VOLUMES 

 
27/09/2012 
Despacho 



 
21/09/2012 
Conclusos ao(à) Relator(a) 

COM SEIS VOLUMES. 

 
21/09/2012 
Certidão 

DE INFORMAÇÃO NÃO RECEBIDA. 

 
25/01/2013 
Petição 



 
12/04/2011 
Autos requisitados 

DA PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA 

 
16/02/2011 
Vista à PGR 

PARA FINS DE INTIMAÇÃO, COM QUARENTA E TRÊS VOLUMES 


Esse outro processo foi esquecido pelo Procurador Roberto Gurgel, que também segura 2 processos que podem cassar o mandato da governadora do Maranhão.

Na justiça Federal de Brasilia o Senador Renan Calheiros responde a um terceiro processo também por improbidade administrativa:
REQDO
JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS
REQTE
MINISTERIO PUBLICO FEDERAL
Adv
LUIZ FERNANDO BANDEIRA DE MELLO (DF00029513)
Procurador
ANNA CAROLINA RESENDE DE AZEVEDO MAIA
Processo:
0001476-44.2010.4.01.3400
Classe:
64 - AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
Vara:
15ª VARA FEDERAL
Juiz:
JOÃO LUIZ DE SOUSA
Data de Autuação:
19/01/2009
Distribuição:
2 - DISTRIBUICAO AUTOMATICA (22/01/2010)
Assunto da Petição:
1030800 - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - ATOS ADMINISTRATIVOS - ADMINISTRATIVO
Localização:
CX - 48372 - CAIXA - 48372

COM SINAL VERDE DE DILMA, SARNEY INDICOU RENAN CALHEIROS PARA SER SEU SUBSTITUTO.

O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA QUE SEGURAVA PROCESSO DE RENAN CALHEIROS, AGORA, POR PRESSÃO DE ALGUNS SENADORES E DA OPINIÃO PÚBLICO DESPACHOU UM DOS PROCESSOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário