Compatilhar

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

INSTABILIDADE ECONÔMICA À VISTA E O ENGANO DA POPULAÇÃO.


Os especialistas recomendam: é essencial conter os gastos pessoais. O brasileiro não deve se comprometer com dívidas como gastos com cartões de crédito, compra de imóveis e veículos.

A presidente Dilma Rousseff afirmou em 04/12/2012 que a atual crise internacional econômica é “crônica”, oposto da crise de 2009, que era “aguda”.

O Governo de Dilma vem remediando a crise tentando gerar mais empregos através do PAC e gerando mais débito da população.

Lembremos que Lula enfrentou a crise econômica de 2008 nas costas dos brasileiros, incentivando o consumo interno mediante a redução do IPI dos produtos eletrodomésticos e automóveis.

Agora a população não tem mais lastro para enfrentar nova crise econômica, está endividada, caiu no golpe do Lula e sua equipe econômica.

Lula (PT) no governo foi além do PSDB, beneficiou os bancos, os grandes empresários, enquanto enganava a população com míseros valores oriundos de vários programas sociais criados para darem a impressão de preocupação com o povo, os chamados pacotes de bondades.

Lula não parou por ai. Permitiu que seus asseclas dilapidassem os cofres públicos e comprassem corruptos parlamentares para aprovarem projetos de seu governo.

Mas, a máscara caiu. Está ai o caso do mensalão revelado e explicado em detalhes pelo STF.

Estamos agora vivendo o tímido governo de Dilma, que parece não ter pulso para controlar a crise que se avizinha.

Menos perspicaz que o Lula, Dilma trata a população como se engana menino com bombom, Anunciou a redução nas contas de energia elétrica e em seguida aumentou os preços dos combustíveis.

Enquanto isto, os mensaleiros do PT, mesmos condenados civil, penal e moralmente atacam em duas frentes:

1 – Desmoralizam o STF  resistindo a decisão e questionando o seu poder.

2 – Articulam com o PMDB a volta ao poder para continuarem com a mesma bandalheira.

ARNALDO JABOR COMENTA:

Nenhum comentário:

Postar um comentário