Compatilhar

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

MAIS ENDIVIDAMENTO, MAIS MISÉRIA PARA O ESTADO DO MARANHÃO.


A Assembleia Legislativa aprovou na sessão de ontem (quarta-feira (27) pedido de empréstimo de Roseana Sarney junto ao Bank of América, no valor de R$ 1,5 bilhão. O dinheiro a ser captado tem por finalidade saldar dívidas do governo do Estado junto à União.

O Bank of America cobra:

- Uma taxa fixa de 5% ao ano;
- 1,6% do valor do empréstimo, a título de honorários, custos e despesas gerais;
- Juros de mora de 1% ao ano, acrescidos aos juros devidos e ainda não pagos;

Banco americano que terá mais direito no Estado do Maranhão que os próprios maranhenses
Votaram contra a aprovação do pedido de empréstimo os deputados Rubens Júnior, Marcelo Tavares, Othelino Neto, Bira do Pindaré, Cleide Coutinho (PSB), Elizane Gama (PPS), Gardênia Castelo (PSDB) e Carlinhos Amorim (PDT).

O Maranhão é o Estado que tem o maior percentual de pessoas em situação de extrema pobreza (Fonte IBGE).

Administrado por uma oligarquia cruel, o Maranhão apresenta o maior percentual de miséria, mais de 24% da população do Estado ganha até R$ 70 por mês, conforme linha da pobreza extrema estipulada pelo governo federal.

O Blog trás para os leitores a Dívida do Estado do Maranhão junto ao Tesouro Nacional e ao Sistema Financeiro Nacional
UF: MA - Maranhão
Posição da dívida em 11/2012
Em R$ 1,00
Devedor
Credor
Total
Tesouro Nacional
Instituições financeiras públicas
Instituições financeiras privadas
a) Administração direta
3.220.690.571,02
671.982.988,37
0,00
3.892.673.559,39
b) Administração indireta
316.810.510,60
0,00
0,00
316.810.510,60
  - Autarquias
262.715.161,59
0,00
0,00
262.715.161,59
  - Fundações
0,00
0,00
0,00
0,00
  - Empresas públicas
8.557.302,45
0,00
0,00
8.557.302,45
  - Sociedades de econ. mista
45.538.046,56
0,00
0,00
45.538.046,56
Total (a) + (b)
3.537.501.081,62
671.982.988,37
0,00
4.209.484.069,99

Isto não inclui a dívida com outras instituições não financeiras.

Essa dívida compromete 13% da Receita Líquida Real do Estado do Maranhão, que ainda paga 6,0% ao ano de juros.

O empréstimo do governo do Maranhão abate pouco a dívida com a união. O objetivo desse empréstimo todos sabe: Eleições 2014.

A miséria é tanta que a população perdeu a esperança de reagir. Enquanto isto, os ratos em esquemas políticos, consomem as poucas riquezas que o Estado ainda possui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário