Compatilhar

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O MINISTÉRIO PÚBLICO É MENOS CORRUPTO QUE A POLÍCIA: PEC DA IMPUNIDADE NÃO DEVE PREVALECER.


“Nós entendemos que a PEC 37 fere a democracia. Ela põe em risco o Estado Democrático de Direito, os direitos fundamentais. No momento em que se restringe a investigação, a transparência deixa de ser melhor. Passa-se a ter menos acesso àquilo que é investigado, e se  comprometem as investigações. Defendemos que as investigações sejam feitas em conjunto para dar mais fluidez e maior transparência. Por tudo isso, o Ministério Público defende que a investigação seja feito bem maior de entes. Restringir significa retrocesso”, afirmou o presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (AMPEM), promotor José Augusto Cutrim.

O deputado Lourival Mendes propoe uma emenda que fere a democracia e piora a situação da impunidade no país. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário