Compatilhar

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

PSEUDA-TRANSPARÊNCIA NO CNJ: ocultação dos nomes dos acusados, corporativismo e desleixo na apuração levam ao arquivamento da maioria das denúncias contra magistrados.


No Maranhão, os processos disciplinares contra magistrados a cargo da Corregedoria do TJMA acabam dando em nada.

CLIQUE AQUI e veja 326 processos disciplinares contra juízes e desembargadores do Maranhão. A maioria absoluta não deu em nada por ser escondidos do público o nome dos acusados, prevalecendo o apadrinhamento e o corporativismo no judiciário, confira.

Cezar Peluso foi quem mandou retirar do site do CNJ as iniciais dos nomes dos magistrados que respondem a processos administrativos nos tribunais estaduais. Os dados constavam no “Sistema de Acompanhamento de Processos Disciplinares contra Magistrados” desde novembro de 2011. A mudança foi feita a pedido da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Com a palavra o Ministro Joaquim Barbosa, Presidente do STF e do CNJ para reparar essa pouca vergonha, já que até salários e vantagens de magistrados são visualizados por qualquer cidadão. 

VEJA PROCESSOS ADMINISTRATIVOS CONTRA MAGISTRADOS EM OUTROS ESTADOS (AQUI). 

Um comentário:

  1. Banqueiro Joseph Safra, que tomou Terras da União em São Luís, passa de Eike Batista

    http://evandeandrade7.blogspot.com.br/2013/02/banqueiro-joseph-safra-que-tomou-terras.html

    ResponderExcluir