Compatilhar

segunda-feira, 25 de março de 2013

O AGRONEGÓCIO DO MARANHÃO É FEITO ÀS CUSTAS DA ESCRAVIDÃO: 30 fazendas flagradas praticando escravidão a olhos vistos dos três poderes: Do Executivo, Legislativo e do Judiciário.


O levantamento é do Ministério do Trabalho, que flagra, emite um auto de infração e fica só nisto. Os fazendeiros, geralmente ligados aos políticos, estão se lixando e continuam a escravizar.

Fazendeiros
Nome da Fazenda
Município
Nº de escravos
Ramo de atividade
A. B. de Carvalho
Fazenda Nativa III
Santa Luzia
10
Criação de bovinos para corte
Adailto Dantas de Cerqueira
Fazenda São Jorge
Santa Luzia
45
Criação de bovinos
Agenor Batista dos Santos
Fazenda União
Açailândia
8
criação de bovinos
Alcides Reinaldo Gava
Fazendas Reunidas São Marcos e São Bento
Carutapera
18
Criação de bovinos para corte
Alsis Ramos Sobrinho
Carvoaria do Alsis
Açailândia
2
Produção de carvão vegetal
Antônio Aprígio da Rocha
Fazenda Barro Branco
Santa Luzia
11
Criação de bovinos para leite
Antônio Barbosa Passos
Fazenda Reluz
Bom Jesus das Selvas
21
Criação de bovinos para corte
Antônio das Graças Almeida Murta
Fazenda Lagoinha
Açailândia
48
Criação de bovinos e cultivo de milho
Antônio das Graças Almeida Murta
Fazenda Lagoinha
Açailândia
65
Criação de bovinos e cultivo de milho
Antônio Erisvaldo Sousa Silva
Fazenda Pampulha
Açailândia
7
Produção de carvão vegetal
Antônio Fernandes Camilo Filho
Fazenda Lagoinha
Bom Jesus das Selvas
27
Cultivo de Milho
Antônio Fernandes Camilo Filho
Fazenda Lagoinha
Bom Jesus das Selvas
13
Cultivo de milho
Antônio Gonçalves de Oliveira
Fazenda União
Carutapera
1

Antônio Vieira Fortaleza
Fazenda Boa Esperança
Bom Jardim
22
Criação de bovinos
Elizeu Sousa da Silva
Fazenda Santo Antônio
Açailândia
5

Esperança Agropecuária e Indústria Ltda
Fazenda Entre Rios
Maracaçumé
16
Gado Bovino para corte
Francisco Costa da Silva
Fazendas Asa Branca I e Asa Branca III
São João do Caru
20
Criação de bovinos para corte
Francisco Gil Cruz Alencar – EPP
Fazenda Coronel Gil Alencar (Gilrassic Park)
Santa Inês
12

João Feitosa de Macedo
Fazenda J. Macedo
Bela Vista do Maranhão
17
Criação de bovinos para corte
José Celso do Nascimento Oliveira
Fazenda Planalto II
Santa Luzia
27
Cultivo de milho
José Edinaldo Costa
Fazenda Palmeiras
Santa Luzia
7
Criação de bovinos para corte
José Egídio Quintal
Fazenda Redenção
Açailândia
3
Criação de bovinos para corte e cultivo de pimenta-do-reino
José Rolim Filho
Este é prefeito de Codó
Fazendas São Raimundo/São José
Peritoró
24
Criação de bovinos para corte
Lidenor de Freitas Façanha Júnior
Fazenda Maria de Jesus
Governador Archer
5
Criação de bovinos para corte
Max Neves Cangussu
Fazenda Cangussu
Bom Jardim
19
Criação de bovinos para corte
Nyedja Rejane Tavares Lima
Fazenda Thâmia
Santa Luzia
30
Criação de bovinos para corte
Ramilton Luis Duarte Costa
Fazenda Terra Bela
Governador Edison Lobão
10
Produção de carvão vegetal de coco babaçu
Roberto Barbosa de Souza
Fazenda Barbosa
Santa Luzia
20
Criação de bovinos para corte
Rui Carlos Dias Alves da Silva
Fazenda Agranos/Sanganhá/Pajeú
Codó
7
criação de bovino
Vilson de Araújo Fontes
Fazenda Cabana da Serra
Santa Luzia
7
Criação de bovinos para corte

São 527 trabalhadores encontrados em situação análoga a de escravo, enriquecendo esses sujeitos destituídos de amor para com seus semelhantes.

O prefeito cassado de Codó abaixo foi pego praticando escravidão na sua fazenda, mas concorreu normalmente como se nada estivesse acontecido.


Neste Maranhão escravo de uma oligarquia de 50 anos, há ainda dezenas de fazendas que o Ministério do Trabalho não tem coragem de fiscalizar.

FETAEMA DENUNCIA
“Há casos de trabalhadores dormindo junto aos animais das fazendas, se alimentando com restos de comidas, bebendo água onde muitas vezes até sapos são encontrados. Vale ressaltar que se a lista suja aponta o estado na 4ª posição, para nós, o Maranhão esta na 1ª, pois na pesquisa são contados apenas trabalhadores escravizados dentro do Maranhão, mas nós sabemos que os maranhenses são a principal mão de obra nos estados do PA, MT, MG e SP”, disse Chico Miguel, presidente da FETAEMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário