Compatilhar

sábado, 23 de março de 2013

TOLERÂNCIA ZERO: Presidente do TJMA bota pra acabar com o histórico de desabamento de Fóruns e solicita auditor ao TCE para acompanhar procedimento licitatório para a construção da comarca de Imperatriz.



Guerreiro Junior também disse que todas as etapas da construção serão rigorosamente fiscalizadas.

Com tais medidas extremas, Guerreiro Junior pretende evitar situações que vem sendo registradas para a vergonha do tribunal.

- em novembro de 2011 desabou parte do teto do Fórum de São Mateus, que custou R$ 1.050.950,43;

- Em setembro de 2012 desabou parte do teto do Fórum de Balsas, que foi reformado em 2010 e custou R$ 437.839,02;

- Em fevereiro de 2013 desabou parte do teto do Fórum de São Luís, que custou mais de R$ 150 milhões e foi entregue no final de 2011 sem ter terminado as obras;

- No mesmo mês desabou parte do teto do Fórum de São José de Ribamar, cuja reforma custou R$ 1.560.780,62.


O Desembargador estabeleceu tolerância zero para estas situações.


“você investe montante razoável de recursos para depois dar nisto, chega! O que estou fazendo é exigência do interesse público, a publicidade dos atos do poder judiciário para que não haja distorções”, desabafou Guerreiro Junior enquanto assinava o documento mostrado acima.

Estes desabamentos advêm de serviços mal feitos, uso de materiais inferiores ao licitado e coloca sob suspeitas o setor de Engenharia do Tribunal, responsáveis pelo acompanhamento, fiscalização e aprovação das obras.
SETOR DE ENGENHARIA DO TJ SOB SUSPEITA
Este blog se notabilizou por exigir postura ética e transparência de nossos desembargadores e juízes.

Chegou a hora de acompanharmos o que andam fazendo diretores, assessores, coordenadores e outros cargos de caráter operacional no judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário