Compatilhar

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

PRESIDENTE DO TJMA GUERREIRO JUNIOR RECEBE ELOGIOS DE DESEMBARGADORES POR POSTURA SENSATA NA CONDUÇÃO DA JUSTIÇA MARANHENSE.

Os desembargadores Jorge Rachid e José Luiz Almeida afirmaram que a humildade, senso de Justiça, tolerância e a sensatez do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Antonio Guerreiro Júnior, ficarão gravadas para sempre na história da Corte.
Para os dois magistrados, Guerreiro Júnior tem mantido uma postura equilibrada no exercício do cargo mostrando capacidade administrativa, liderança e respeito à magistratura maranhense.
Jorge Rachid frisou que todo líder deve deixar sua marca de competência, razão pela qual o trabalho de Guerreiro Júnior como presidente da Corte jamais será esquecida. “O senhor aprendeu a ser feliz, ser humilde, e está nos passando este bom exemplo, valorizando magistrados, servidores e assessores diretos. Líder é aquele que leva ao pódio a sua equipe”, ressaltou Rachid em sessão plenária nessa quarta-feira.
Ex-corregedor-geral da Justiça e ex-presidente do TJMA, Rachid disse que Guerreiro Júnior é merecedor de todo sentimento de gratidão, de amizade e de tudo o que uma pessoa pode externar de mais positivo para outra. “Sua gestão nos deixará um legado de honradez, ética e companheirismo. É um presidente justo, correto, íntegro que ficará sempre em nossa memória”, salientou.
O desembargador José Luiz Almeida ressaltou que na presidência do Tribunal Guerreiro Júnior demonstra como poucos as qualidades de um democrata, usando uma de suas principais características mais aventadas pelos magistrados, que é a humildade. 
“Sua postura será sempre exaltada pela humildade, pois cumpre o seu dever, respeitando o direito dos membros do colegiado. É um homem simples, que se agiganta pela humildade e pela capacidade de saber se conduzir com equilíbrio no poder. Nem os percalços que o cargo impõe tiraram a sua cordialidade com os membros da Corte. É um exemplo de vida”, afirmou Almeida. 
Após as manifestações dos colegas magistrados, Guerreiro Júnior afirmou que no exercício do cargo de presidente da Corte busca servir à magistratura, ajudando o Tribunal a trabalhar unido em prol do interesse público e dos jurisdicionados, mantendo sempre viva a virtude da humildade, a esfera de comunhão e de elevado espírito público, sendo transparente, aberto ao diálogo e acessível a todos. 
“Administro o tribunal da forma mais harmônica possível, agregando ideias, ouvindo todos, decidindo para o bem de todos e agindo dentro da prudência. Agradeço profundamente as manifestações de aprovação a minha gestão, pois sei que todas elas são sinceras e espontâneas. Agradeço também a atuação exemplar dos colegas magistrados cujo o comprometimento vem trazendo resultados positivos ao trabalho em defesa da cidadania e da Justiça”,  assinalou Guerreiro Júnior. 
As manifestações invocando a seriedade, dedicação, coerência, humildade de Guerreiro foram reforçadas pelos demais membros da Corte. 

Assessoria de Comunicação do TJMA

CRIAÇÃO DO MUNICÍPIO MAIOBÃO É EQUÍVOCO E COISA DE INTERESSES POLÍTICOS.

Várias lideranças politicas do Maiobão começam uma campanha nas redes sociais para emancipação do bairro Maiobão, pertencente ao território de Paço do Lumiar.

Os interessados estão vislumbrando espaço político sem se preocupar com as consequências.


No dizer do Senador Cristóvão Buarque É um equívoco financeiro, um equívoco político e um equívoco do eleitor.

Os distritos para se emanciparem precisam provar que têm uma atividade econômica de sobrevivência para não viver ‘dividindo miséria’.

Já está difícil manter os municípios que já existem, imagine criar mais municípios.

Só serve para uma coisa: criar currais eleitorais sob domínio dos políticos que mandam e desmandam no Maranhão.

UM EXEMPLO

No Ceará emancipações não significaram bom negócio para a maioria das localidades. De 12 cidades cearenses criadas entre 1987 e 1992, sete estão na rabeira do ranking do Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM), que leva em consideração aspectos sociais, econômicos e geográficos.

O balanço também verificou que 10 das 12 cidades avaliadas estão em pior situação do que suas antigas sedes. As exceções são Horizonte, desmembrado de Pacajus, e Deputado Irapuan Pinheiro, antigo distrito de Solonópole, que despontaram e, após conquistarem autonomia administrativa, conseguiram melhorar sua situação.

Na avaliação, O POVO considerou dados de 2010 da hierarquização dos municípios de acordo com o IDM, divulgada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).

Mesmo após mais de dez anos de emancipação, municípios como Ararendá, Barreira, Ererê, Miraíma, Ocara, Pires Ferreira e Tarrafas não conseguiram ficar entre as 100 mais bem posicionadas no IDM.
Pelo projeto aprovado no Senado, o requerimento para criação de municípios deve ser subscrito por, no mínimo, 20% dos eleitores da área que pretende se emancipar.

É exigido limite populacional mínimo: 70% da média na região Nordeste.

Também é preciso um estudo que comprove a capacidade do novo município para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, entre outras regras.

Levantamento feito pela Folha com auxílio do IBGE mostra que a maioria dos 595 municípios brasileiros criados desde 1997 nasceu com baixa qualidade de vida e até hoje se mantém abaixo da média dos Estados. E 570 dessas cidades não evoluíram a ponto de superar o atual Índice de Desenvolvimento Humano de seus Estados --o IDH considera renda, escolaridade e expectativa de vida.


Se ruim para o Maiobão, pior vai ficar.

Em próximas postagens vamos mostrar a situação dos municípios que se emanciparam de 1991 a 2000.

OS SARNEY SEGURAM CASSAÇÃO DE ROSEANA NO TSE: RECURSOS NÃO ANDAM, NEM DESANDAM.

São mais de 890 dias de atraso no julgamento para manter Roseana Sarney no poder.

Já o processo de Cassação de Jackson Lago foi feito em tempo recorde pelo mesmo TSE.

Os processos permanecem na gaveta do Ministro Henrique Neves.

 

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

ECONOMIA DIVINA: O novo motor financeiro mundial da economia:

A teologia da prosperidade serve como atrativo para que a vítima aceite um dos princípios criados pelo cristo cósmico Baha’u’llah, que é "A solução espiritual para problemas econômicos".

Nesse sistema financeiro chamado de “economia divina”, Baha’u’llah propõe uma época de prosperidade através de uma economia totalmente controlada por pulsos eletrônicos administrada pelo executivo mundial (o Anticristo), isso explica o pagamento de dízimos e ofertas através de cartões de débito ou crédito. A ênfase vai para o pagamento em crédito (dízimo e ofertas parcelados), pois esse será o novo motor financeiro mundial da economia.

A ORIGEM DESSA TEOLOGIA
Foi o pastor americano Kenneth Hagin (1917 —2003) que introduziu essa teoria no cristianismo. Tudo começou após ele receber a visita de um demônio se passando por Cristo que lhe ensinou as quatro etapas para a prosperidade. São elas: 1) Diga; 2) Faça; 3) Receba e 4) Conte.

A cosmo-visão dessa teologia acredita que existe um poder universal neutro e que nos obedece, segundo a nossa vontade, como descrito na etapa 1 da canalização que ele recebeu. A etapa número 1 é “Diga”. Positivo ou negativo, depende do indivíduo. “De acordo com o que o indivíduo disser, isso ele receberá.”

Realmente a nossa palavra tem poder através da fé, mas Yaohu é maior que nós e na vida real muitas vezes recebemos um “não” como resposta, pois a vontade do Criador é outra (Lucas 22 : 42). Se fosse assim tão fácil não existiriam pessoas pobres.

Kenneth Hagin se tornou um homem de prestigio e admirado por uma série de mega líderes evangélicos, porém seus ensinamentos foram recebendo várias coisas bizarras como a unção do riso no vídeo abaixo:



A evolução da teoria

Alguns mega pastores, inspirados em Kenneth Hagim, começaram a criar mais de 4 passos nessa teologia. Mike Murdock criou uma série de livros com sete etapas para ficar rico em vários livros cheios de apostasia.
Aqui no Brasil ele encontrou as portas abertas através de vários ministérios como o do pastor Malafaia e outros despreparados que jamais conversariam com uma pessoa comum. Para esse grupo somente os mega líderes americanos são considerados gente. As demais pessoas são apenas capital de giro para suas igrejas e sem direito de contestar os erros gritantes de interpretação. As massas populares também servem como massagem no ego de cada um, pois todos gostam de serem reconhecidos, exaltados e aplaudidos durante seus discursos inflamados (O pastor deputado Marcos Feliciano que o diga!). Hoje, eles chamam isso de "culto a Deus".

A teologia da prosperidade também introduziu conceitos da cabala, amuletos e outras coisas para que o membro da igreja abrisse a porta da riqueza. A venda de meias por 153 reais do Apóstolo Valdemiro da IMPD e o cajado abençoado do bispo Macedo são alguns exemplos. Quem não se lembra dessa frase imortalizada pelo bispo abortista? Abaixo temos uma aula do mestre da ganância aos seus pastores:

“Peça, peça e peça… ai eu perguntei quem é que gostaria de ter o cajado de Moisés. O povão disse euuuuuuuu é isso ai, você pode… Dez mil – entendeu pessoal (risos dos pastores)”.

Ainda temos a venda de CD’s e DVD’s por um preço muito maior em troca da tão sonhada vida abastada. Um exemplo de livros foi a venda de uma Bíblia comum pelo pastor Morris Cerullo por R$.900,00 que ficou muito conhecida pelo nome de “ a unção do nove”.

A teologia da prosperidade também acrescentou a teoria da cura em seus cultos. Ela surgiu através de um bombardeio de supostos milagres onde a igreja fica cheia e aumenta a possibilidade de mais ofertas, desafios e sacrifícios que só beneficiam seus mega líderes. Essa técnica é muito utilizada pelo Apóstolo Valdemiro, RR Soares e muitos outros. No caso de RR Soares, igreja cheia em busca de milagres representa mais vendas de TV por assinatura. O Apóstolo Valdemiro prefere investir seus lucros em gado, fazenda e mansões. Já o bispo Macedo investe mais nas suas emissoras de TV que apóiam a introdução do socialismo no Brasil pelo governo do PT.

A forma de interpretação da Bíblia

A técnica mais usada é o texto fora do contexto. Um versículo bíblico é usado de forma isolada e se transforma em um desafio ou oferta. Por exemplo, o Apóstolo Valdemiro interpretou o versículo abaixo convertendo as pessoas em peixe$, onde cada um lhe dariaR$.153,00:

”Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinqüenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede.” (João 21 : 11)

O pai espiritual de Valdemiro, o bispo Macedo, costuma usar uma passagem que fala sobre o boi que Gideão sacrificou para pedir todo dinheiro da vítima (Juízes 6:26).

Já o pastor Malafaia prefere fazer parcerias internacionais (Mike, Murdock, Morris Cerullo e outros), onde ele vira uma espécie de garoto propaganda, colocando a mão no fogo e exaltando ao extremo seus mestres.


E como não resistir ao sinal de Baha’u’llah implantado sobre a mão ou na testa? Devido ao narcisismo desses mega líderes, não duvide que em breve estarão por aí andando com uma estrela de nove pontas no meio da testa dizendo que isso representa os nove frutos –isso mesmo, frutos e não fruto - do espírito da prosperidade…

"Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;" (Apocalipse 3 : 17)

Fonte: Grandes Conspirações

A BRIGA DAS SEITAS PELO DINHEIRO DOS FIÉS.

PESSOAS EM ESTADO DE SOFRIMENTOS E DIFICULDADES FINANCEIRAS, SEM CONHECEREM A BÍBLIA SÃO EXPLORADAS E ENGANADAS PELO MUNDO AFORA PELAS SEITAS DA PROSPERIDADE.

Valdemiro Santiago, da Mundial
Edir Macedo, da Universal
No Brasil, as seitas da prosperidade UNIVERSAL DO REINO DE DEUS e IGREJA MUNDIAL disputam o mercado numa fome insaciável pelos poucos recursos financeiros adquiridos à duras penas por pessoas que passam por sofrimentos causados pelo sistema econômico e social.

O meio usado para isso são canais de rádio e televisão alugados ou comprados a peso de ouro.

A ORIGEM DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE (CONFIRA).

VEJA TAMBÉM ESTE DOCUMENTÁRIO: 1ª PARTE2ª PARTE3ª PARTE


O site UOL acaba de publicar a seguinte notícia:

Tentam destruir meu ministério, diz pastor Valdemiro
Por Ricardo Feltrin - Colunista do UOL

Em discurso emocionado, o apóstolo Valdemiro Santiago, que vai deixar a Rede 21, UHF, que pertence à Band, afirmou que "estão tentando destruir" seu ministério. Ele se referia à Igreja Universal, que tomou seu espaço não só no canal 21, mas também nas madrugadas da Band.

A igreja de Valdemiro, a Mundial, teria atrasado vários pagamentos do contrato de locação do canal 21 e da Band. A Universal fez uma proposta rentável à Band e tirou seu espaço. Valdemiro ainda deverá ficar alguns dias no ar, conforme reza o contrato com a emissora da família Saad.

"Não é a primeira vez (que tentam me destruir). Lembro que eu estava feliz numa rádio. Um dia chegou a polícia e confiscou tudo. Disseram: o senhor está preso. Fecharam a rádio, mas o dono mesmo da rádio nada sofreu. Eu perguntei, 'mas por quê?' E um policial me disse: 'O senhor é a bola da vez'".

"Não vão apagar minha luz", afirmou Santiago, principal inimigo da Igreja Universal de Edir Macedo. "Ninguém vai destruir esta obra".

Santiago está tentando comprar a extinta MTV, do grupo Abril, que hoje exibe a TV Ideal, um canal corporativo. Há rumores de que também estaria tentando adquirir uma parte das ações da RedeTV! A emissora nega.

A Mundial vem sofrendo com problemas financeiros há pelo menos um ano, supostamente devido a uma estratégia errada de crescimento. Santiago vinha tentando superar a Universal em número de templos e em tempo de TV. No ano passado, a Record, emissora de Edir Macedo fez várias denúncias contra a Igreja Mundial --inclusive sobre o desvio do dinheiro de fiéis para compra de propriedades. Valdemiro Santiago nega, mas teve de vender propriedades após inquérito aberto pelo Ministério Público de São Paulo.

Durante o sermão, Santiago chorou várias vezes ao mostrar supostos milagres ocorridos em sua igreja.

RIRicardo Feltrin, 50, é colunista do UOL, onde apresenta o programa Ooops! às terças, e também colunista do F5, site de entretenimento da Folha. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

UFMA DESTRÓI DENÚNCIAS ARTICULADAS CONTRA FLÁVIO DINO.

A Universidade Federal do Maranhão, com o intuito de esclarecer os fatos recentemente divulgados pela imprensa sobre a situação funcional do professor Flavio Dino de Castro e Costa, informa que:
1 – O professor do Curso de Direito da UFMA, Flavio Dino de Castro e Costa está cedido para o exercício de cargo comissionado na EMBRATUR (autarquia federal vinculada ao Ministério do Turismo), nos termos do art. 93, da Lei 8.112/90, conforme Portaria 337, de 24 de junho de 2011, publicada no DOU de 28/06/2011;
2 – A publicação da portaria com a observação “ônus para o órgão cedente” é uma decorrência do dispositivo legal supramencionado, o qual estabelece que o ônus financeiro permanecerá com órgão cedente (art. 93, § 1º, da Lei 8.112/90), quando a cessão de um servidor público federal  for efetivada para outro órgão da administração federal,
3 – Ocorre, contudo, que amparado no art. 2ª, inciso I da  Lei 11.526, de 4 de outubro de 2007, o professor Flavio Dino de Castro e Costa optou por receber apenas a remuneração do cargo em comissão da EMBRATUR, acrescida dos anuênios;
4 – Dessa forma, A UFMA MAIS UMA VEZ ESCLARECE QUE O PROFESSOR FLAVIO DINO DE CASTRO E COSTA NÃO RECEBE QUALQUER RETRIBUIÇÃO FINANCEIRA RELATIVA AO CARGO DE PROFESSOR DA UFMA, sendo remunerado exclusivamente pelo cargo comissionado exercido na EMBRATUR;
5 – Para dirimir quaisquer dúvidas, a UFMA transcreve o dispositivo legal mencionado e diante dos esclarecimentos prestados reitera a transparência em todos os seus atos e está à disposição da sociedade para demais informações.
“Lei 11.526/2007, art. 2ª, inciso I;
Art. 2o  O servidor ocupante de cargo efetivo, o militar ou o empregado permanente de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, dos Municípios ou do Distrito Federal investido nos cargos a que se refere o art. 1o desta Lei poderá optar por uma das remunerações a seguir discriminadas: (Redação dada pela Lei nº 12.094, de 2009)
   I - a remuneração do cargo em comissão, acrescida dos anuênios;
(…)”.

A reação da sociedade brasileira: a opinião de um General.


CARLOS ALBERTO PINTO SILVA
Diante da corrupção generalizada nas últimas duas décadas e ante a falta de atuação das autoridades constituídas, produto da omissão, de conluios acontecidos e da impunidade, tem florescido no Brasil a deterioração dos valores habituais da nossa democracia, com o desrespeito descomedido aos patrimônios público e privado, e o avanço da corrupção endêmica.
A ausência de reação da sociedade brasileira deixa a impressão de que ninguém se importa com o que vem acontecendo no País, e que não existem autoridade e comprometimento dos poderes constituídos.
É importante ressaltar que o que está ao nosso redor não determina o que vemos: quem faz isso é o nosso interior, através de paradigmas, experiências, dogmas e a conjuntura que vivenciamos.
Quem você é determina o que você vê e a forma como você pensa, fala e age. Sofremos, ainda, uma influência extrema do meio em que vivemos e da personalidade e do comportamento das pessoas que nos cercam. Daí dois questionamentos: 
  • Como o seu grupo social está enxergando o Brasil hoje?
  • E os demais grupos da sociedade brasileira como estão enxergando o Brasil hoje?
O que não já faz parte do nosso interior ou do interior do nosso grupo não nos perturba. Quando as pessoas se sentem atingidas de alguma forma e revidam, é porque algo repercutiu em seu interior ou no interior do seu grupo.
Então o que fazer para que a sociedade brasileira deixe a letargia com que se habituou a conviver com as questões nacionais e se sinta atingida pelo atual momento político, econômico e social do País?
Somente fazendo os fatos repercutirem no interior da nossa sociedade, e não fora dela, haverá uma reação.
Quando a sociedade esta satisfeita, raramente surge suficiente motivação para mudar. Muitas vezes não há se quer um imperativo de mudança percebido e as pessoas costumam ficar tão profundamente voltadas para suas necessidades que não se elevam acima dos seus interesses próprios, esquecendo-se das suas responsabilidades sociais e políticas.
O limite entre a resistência e a concordância com a transformação (Reação) social e política necessária pode ser mais tênue do que se parece.
A atividade política marcada pela relação sociedade, partidos políticos, Executivo e Legislativo da mostra de estar chegando ao fim, a lógica política vem sendo superada pela ação crítica da sociedade através das redes de informação e sociais (a moderna propaganda boca a boca) que não respeitam limites ou hierarquias, e avançam numa velocidade que o Estado não consegue acompanhar e dar respostas apropriadas.
Observa-se, na atual conjuntura brasileira,a presença de um Ponto de Ruptura (falta de ética na política, má gestão e corrupção generalizada), que possibilita uma Transformação (Reação) que faça com que uma mudança (social, política e ética), radical, seja esperada, e com o passar do tempo aconteça e vire numa certeza para nossa sociedade.
Os pontos de ruptura são momentos de grande sensibilidade da vida nacional. Devemos acreditar que, na maioria das vezes, uma situação ou um momento específico (Ponto de Ruptura) acontece para reunir pessoas respeitáveis que acreditam na Defesa do Estado Democrático de Direito, da Ética, e da Honestidade na vida pública.
O Ponto de Ruptura desafia a sociedade brasileira a ver, pensar, agir, se indignar, e a reagir.
A reação tem que começar em algum lugar e de alguma forma, não fique apenas no previsível, se formos iguais manteremos a rotina política e social de sempre, e jamais daremos o grande salto político e social que o Brasil precisa.



(Carlos Alberto Pinto Silva, general de Exército da reserva; ex-comandante de Operações Terrestres (COTer), do Comando Militar do Sul (CMS), do Comando Militar do Oeste (CMO); membro da Academia Brasileira de Defesa)

NÃO PROCEDE A DENÚNCIA DE UM BLOG DE QUE DEFUNTO RECEBE SALÁRIO DO TJMA ATRAVÉS DO GABINETE DA DESEMBARGADORA NELMA SARNEY.

A Diretoria Financeira do TJMA desmentiu a denúncia postada no Blog Luís Pablo, dizendo que a divulgação da notícia não primou pela verdade, pois não buscou esclarecimentos. “bastava um simples email para o setor competente”, Afirmaram os coordenadores de Pagamento e Financeiro na Nota abaixo:


Em respeito a memória do ex-servidor do TJMA é que publicamos também seu aviso de crédito para não recair em seus familiares, nem em qualquer pessoa desconfianças como a levantada.



SÓ DE MAU: Governo de Roseana Sarney não cumpre exigências da Caixa Econômica e devolveu R$ 22 milhões ao DPN.

Com esta atitude o vereador resta
 relevante serviço á população do Maranhão
O Vereador Wellington Sousa, de Paço do Lumiar denuncia que a vistoria feita pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Sistema Penitenciário de Pedrinhas constatou que o Maranhão teve devolvido R$ 22 milhões ao Departamento Penitenciário Nacional (DPN) por não ter cumprido as exigências da Caixa Econômica Federal e lembrou que os recursos poderiam ter sido usados na construção e reforma de unidades prisionais.

Enquanto os Sarney brinca com coisa séria execuções e extermínios de seres humanos continuam a toda hora no Maranhão. 

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

FORÇA NACIONAL NO MARANHÃO PRA QUE? Execuções continuam dentro das prisões e fora delas.

Mais dois detentos foram encontrados mortos em suas celas, dentro do complexo de Pedrinhas.

Na noite da última sexta-feira (25), o detento Joilson de Araújo Ewerton Rocha foi encontrado morto com golpes de faca, no corredor do Pavilhão Alfa do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas.

Na tarde de domingo (27) Peterson Robson de Araújo, conhecido como Mossoró, foi encontrado enforcado na cela 3 do Pavilhão Beta, também no Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas.

8 mortes registradas em dois dias.

estatisticas-diarias

SET/13

OUT/13

DIFERENÇA (%)

TOTAL6468
+6%

ENEM: Serve para enriquecer donos de Cursinhos e promover as classes privilegiadas.

Analisando o conteúdo das provas do ENEM, qualquer mortal concluirá que o que nelas contém não corresponde o nível do péssimo ensino proporcionado na rede pública do Brasil.

Quem pode amenizar a situação são os cursinhos, que os pobres não podem pagar. Com isto, os jovens pobres já vão para exame derrotados. Não terão a menor chance.

A grande imprensa não tem coragem de se aprofundar no assunto.

Pesquisas apontam que a parcela da população que ainda não tem acesso ao ensino superior é de 80% dos jovens com idade de 18 a 24 anos.

Apenas cerca de 33% dos jovens na faixa de idade de 18 a 24 anos concluíram o ensino médio.

QUEM TEM ACESSO AO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL?



A diferença existente entre os mais ricos e os mais pobres no acesso ao ensino superior chega a ser de cada 12 vagas, apenas 1 será ocupada pelo jovem pobre.

Sem a ajuda dos cursinhos, pouquíssimos jovens conseguem lograr êxito no ENEM, pois o ensino que lhes é proporcionado na educação pública é ruim em todos os sentidos.


Essa realidade o Governo esconde e engana a população, enquanto se amontoa a quantidade dos excluídos, que acabarão indo para a criminalidade para sobreviver ou morrer. É tudo ou nada.