Compatilhar

terça-feira, 29 de outubro de 2013

SÓ DE MAU: Governo de Roseana Sarney não cumpre exigências da Caixa Econômica e devolveu R$ 22 milhões ao DPN.

Com esta atitude o vereador resta
 relevante serviço á população do Maranhão
O Vereador Wellington Sousa, de Paço do Lumiar denuncia que a vistoria feita pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Sistema Penitenciário de Pedrinhas constatou que o Maranhão teve devolvido R$ 22 milhões ao Departamento Penitenciário Nacional (DPN) por não ter cumprido as exigências da Caixa Econômica Federal e lembrou que os recursos poderiam ter sido usados na construção e reforma de unidades prisionais.

Enquanto os Sarney brinca com coisa séria execuções e extermínios de seres humanos continuam a toda hora no Maranhão. 

Um comentário:

  1. Anônimo29.10.13

    http://gilbertoleda.com.br/2013/10/28/pelo-facebook-diretora-descobre-que-esposa-de-vereador-coloca-irma-para-dar-aula-no-lugar-dela/

    A diretora da U.E.B. Jornalista Ribamar Bogéa, na Cidade Olímpica, em São Luís, descobriu pelo Facebook que uma professora que deveria ministrar aulas na escola havia colocado a irmã para cumprir com a obrigação.A professora em questão é Carla Sousa, atual secretária da Mulher do Município de Paço do Lumiar. Ela é esposa do vereador Wellington Sousa (PSB), também de Paço do Lumiar, e chegou a candidatar-se a vereadora em 2012, pelo mesmo partido – mas há a suspeita de que tenha feito isso apenas para conseguir uma licença do serviço público.A descoberta ocorreu após as festas de Páscoa deste ano. Quando uma professora publicou as fotos do evento, a diretora viu que a pessoa que ela conhecia como Carla Sousa havia sido marcada na imagem como Débora de Oliveira. Débora é irmã de Carla, e tem dado aulas regularmente no lugar dela.Uma sindicância foi aberta para apurar o caso, no dia 27 de agosto deste ano (veja documento ao lado). O ato é assinado pelo próprio titular da Secretaria Municipal de Educação, Allan Kardec (PCdoB). Passados os 30 dias depois dos quais a comissão apuradora deveria apresentar relatório conclusivo sobre o assunto, nada foi feito.E os alunos, que deveriam assistir a aulas ministradas por uma pedagoga, são ensinados, na verdade, por uma contabilista.Outro lado O titular do blog não conseguiu contato com Carla Sousa, mas acionou o marido dela, vereador Wellington Sousa, ainda na sexta-feira da semana passada (25), solicitando explicações. Ainda não houve resposta.

    ResponderExcluir