Compatilhar

sábado, 2 de novembro de 2013

Dilma gasta mais de R$ 6 milhões em almoço para poucas pessoas do Itamaraty. Por pessoa um almoço deles custa R$ 237, enquanto milhares de brasileiros passam fome.

DILMA, SEUS MINISTROS, SEUS PRATOS DE R$ 237 CADA E OS QUE PASSAM FOME NO BRASIL ABANDONADOS.

O TCU fiscalizou contratos do cerimonial do Itamaraty, que repassou, desde 2008, R$ 6,7 milhões à Di Gagliardi, bufê que há cerca de 40 anos serve a diplomacia. De acordo com a corte, o contrato mais recente com a empresa, firmado em 2009 e prorrogado várias vezes, tem indícios de jogo de planilha e poderia custar bem menos.

Os auditores compararam os preços com os praticados pelo Senado, casa tradicionalmente pouco parcimoniosa, que contrata serviços semelhantes.

Enquanto o café de um diplomata sai a R$ 159 em evento para até 14 pessoas, no Legislativo custa R$ 30. Por um almoço ou jantar à francesa, o Itamaraty paga R$ 237 por pessoa, ante R$ 120 no Legislativo. A conta não inclui bebidas alcoólicas. É dinheiro suficiente para bancar, ao preço médio de R$ 127, couvert, entrada, prato principal e sobremesa no Gero, do Grupo Fasano, um dos restaurantes mais prestigiados de Brasília.

Os eventos da diplomacia costumam ser requintados e variados. Num jantar, por exemplo, o cerimonial pode escolher como prato principal um entre 22 opções, a exemplo de medalhões de lagosta ao molho de manteiga queimada ou perdizes recheadas.

ENQUANTO ISTO, O BRASIL COM MISÉRIA CONTINUA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário