Compatilhar

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

FÁBRICAS DE MONSTROS: Imagens exclusivas.

A prova que é uma fábrica de monstros é a NOTA DA SEJAP do Maranhão (de agora há pouco - confira) relatando os ataques à população e ao patrimônio público. A política de limpá-los da sociedade mediante suas execuções nas prisões tem volta extrema de violência de seus familiares e comparsas. Essa política não dá certo Senhora presidenta e senhores governadores. 

Autor e Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito do Sistema Carcerário, o Deputado Federal Domingos Dutra investigou o inferno carcerário brasileiro e concluiu com a comissão que o sistema carcerário brasileiro é ilegal, imoral, inconstitucional e desumano.

Os cárceres brasileiros se sustentam na tortura física, moral e psicológica, sendo fábricas de monstros. Veja as imagens e o vídeo:

SENHORA PRESA TEVE APOSENTADORIA E CASA TOMADA POR ADVOGADA QUE PROMETERA LIBERTÁ-LA
BEBE CONDENADA COM SUA MÃE A VIVER NA FÁBRICA DE MONSTROS. ALGUNS DEBEIS MENTAIS DA SOCIEDADE DEFENDEM QUE ESSA CRIANÇA TAMBÉM TEM QUE PAGAR PELO QUE FEZ A MÃE.
PRESAS EM SUPERLOTAÇÃO NOS PRESÍDIOS BRASILEIROS.


O DEPUTADO ADVERTE QUE A SOCIEDADE ESQUECE QUE ESSE PRESO TRANSFORMADO EM MONSTRO VOLTARÁ PARA NOSSO MEIO PARA ACERTAR AS CONTAS COM A POPULAÇÃO QUE O TRANSFORMOU EM BICHO.
MÉDICO DA PENITENCIÁRIA RECEITOU CRIOLINA PARA ESTE PRESO TRATAR UMA COCEIRA.
PRESO ESPANCADO POR RECLAMAR DA COMIDA QUE CUSTA MILHÕES MAIS NÃO CHEGA A ELES.
PRESA É CONSTANTEMENTE TORTURADA
A ESTE FOI NEGADO TRATAMENTO MÉDICO.
OS PRESOS SAO OBRIGADOS A COMPRAREM NO COMERCIO DO SISTEMA, CUJOS PREÇOS SÃO O TRIPLO DO QUE CUSTA FORA DA PRISÃO. POR ISSO OS PRESÍDIOS NÃO DEIXAM OS FAMILIARES DE PRESOS LEVAREM NADA PARA DENTRO DAS PRISÕES.
 Esse trabalho resultou num livro de 620 Páginas, contendo um CD de 25 minutos com as imagens do inferno. Assista o vídeo:



Foram indiciadas 35 autoridades, dentre juízes, promotores e diretores de unidades prisionais. A comissão apresentou 12 projetos de leis e 42 recomendações, tais como:
1 - A realização dos mutirões carcerários;
2 - Transferência de presos de delegacia e cadeias para locais próprios;
3 - Obrigatoriedade de realização de concurso para defensores públicos e agentes penitenciários;
4 - Informatização da execução penal e das unidades prisionais;
5 - Obrigatoriedade a uma nova arquitetura prisional, dentre outras medidas humanitárias.

Domingos Dutra e os Deputados da comissão estiveram na Delegacia de Paço do Lumiar, no CPJ do Anil, na Casa de Detenção Masculina, na Penitenciária de Pedrinhas e constataram superlotação; excesso de presos provisóriossalada de presos, expressa na mistura de presos jovens com idosos; presos primários com reincidentes; presos doentes com encarcerados aparentemente sadios; torturas; alimentação apodrecida; falta de trabalho e escola; poucos agentes penitenciários; ingresso de armas, celulares e drogas; lixo, esgotos estourados; carência de assistência médica, educacional e jurídica. Por conta disto, o Presídio de Pedrinhas foi classificado como uns dos 10 piores do Brasil.

“A responsabilidade pelo caos de Pedrinhas é do Governo do Estado que não executa políticas de ressocialização; não constrói presídios regionais; não qualifica e não remunera dignamente os agentes penitenciários, não profissionaliza a gestão do sistema carcerário; reduz recursos orçamentários e desperdiça recursos federais”, declarou o Deputado Federal Domingos Dutra.

O parceiro dessa tragédia também é o Ministério Público ao não realizar as inspeções mensais nos termos da lei e não exercer em plenitude e com rigor as competências de ação e fiscalização conquistadas na constituição cidadã.

DEPUTADO NA CELA DOS MONSTROS FABRICADOS POR NÓS QUE
CONCORDAMOS COM O SISTEMA CORRUPTO QUE ADMINISTRA
  OS PRESÍDIOS BRASILEIROS.
“Hoje o preso está contido, mas amanhã ele estará comigo, contigo, com todos nós. E se o sistema teima em fabricar monstros continuamos a pagar uma elevada conta, expressa em vidas, em patrimônio, insegurança”, Disse Dutra.

“O Sistema Carcerário tem solução: basta que se cumpram as leis e as autoridades sejam responsabilizadas  civil, administrativa e criminalmente pelas suas omissões. Enquanto isto não ocorrer vamos conviver com as tragédias anunciadas”, Concluiu Domingos Dutra que viu de perto esse inferno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário