Compatilhar

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

DOIS DROGADOS (ESTIMULADOS POR DOPING) ENGANARAM OS TELESPECTADORES NUMA LUTA DE FARSA.

Depois do anúncio de que o lutador brasileiro Anderson Silva também teria caído no antidoping realizado após sua vitória contra Nick Diaz, no UFC 183, dia 31 de janeiro, além daquele feito no dia 9 de janeiro, a Comissão Atlética do Estado de Nevada confirmou, nesta terça-feira (17), que o exame pós-luta testou positivo na coleta de urina para a drostanolona, mesma substância encontrada no primeiro flagra. 

O exame de sangue, porém, não apontou a presença de substância proibidas. Como o teste positivo para o esteroide anabolizante, a situação de Anderson Silva no UFC se complica ainda mais. 

Se o exame realizado no início de janeiro era caracterizado como "fora de competição, o que normalmente ameniza as punições dados nestes casos, o novo doping foi feito, em competição, o que é mais grave. 

O brasileiro deve pegar uma suspensão que pode variar de nove meses a dois anos. O confronto com o norte-americano Nick Diaz, que também foi pego no exame antidoping, com maconha, deve ser anulado e ficar sem vencedor.

Fonte: Folha de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário