Compatilhar

sábado, 28 de março de 2015

16% no aumento da tarifa dos transportes coletivos de São Luís por conta de altas nos combustíveis e crise econômica no governo Dilma. Os empresários queriam 30%.


Em negociação com o SET, o secretário da SMTT, Canindé Barros garantiu redução do percentual do reajuste de 30% para 16%.

Com o aumento de 16%, as passagens ficam assim:

A de R$ 1,60 passa para R$1,90;
A de R$ 1,90 passa para R$ 2,20;
A de R$ 2,40 passa para R$ 2,80.

Se fosse dado o aumento reivindicado pelos empresários, o valor chegaria a R$ 3,10.

O percentual de 16% cobre apenas insumos, como óleo diesel e manutenção dos veículos.

A crise proporcionada pelo governo Dilma, prejudica empresas e deixa a população refém de contextos econômicos.

Um comentário:

  1. Anônimo28.3.15

    Se não tivéssemos um secretario tão articuloso, esperto e inteligente como Canindé, poderíamos ter certeza que o SET que é o câncer no sistema de transporte, poderíamos certeza que o SET teria aproveitado ainda mais essa situação, temos que reconhecer o que foi feito por nos, ainda mais com esse aumento no combustível e o aumento da frota, com ônibus novos e bem equipados com certeza haveria esse aumento, só não sabíamos de quanto, e Canindé conseguiu reduzir de 30% para 16% quase a metade proposto pelo SET!

    ResponderExcluir