Compatilhar

segunda-feira, 16 de março de 2015

CASO RAPOSA: TRE-MA É COLOCADO NO CENTRO DE SUSPEITAS DE NOVO. JULGAMENTO APRESENTA TENDÊNCIAS PERCEPTÍVES POR QUALQUER UM.


VEJA COMO O TRE-MA ESTÁ JULGANDO:


A ACUSAÇÃO CONTRA O PREFEITO DE RAPOSA

Consta na AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL N.° 69731, que no dia 06 de outubro de 2012 (sábado), um dia antes do pleito eleitoral, na residência de Idacy, no Bairro Cumbique, a candidata a vereadora Elenilde Saraiva Araújo, estaria comprando votos pra ela e para o prefeito Clodomir, conforme vídeo que consta no processo.

O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL NÃO VIU PARTICIPAÇÃO DO PREFEITO CLODOMIR, NEM DO SEU VICE E DECIDIU PELA IMPROCEDÊNCIA DA AÇÃO, pois constata-se apenas o pagamento de pessoas pela prestação de serviços de distribuição de santinhos realizados durante a campanha eleitoral. 

O TRE-MA CASSOU O PREFEITO DE RAPOSA.

AGORA VEJA O MESMO TRE-MA JULGANDO OUTRO CASO:

A ACUSAÇÃO CONTRA O PREFEITO DE ARARI

Consta no Recurso Eleitoral Nº 23918, que o prefeito eleito de Arari,Djalma de Melo Machado, teria entregue R$ 100,00 às senhoras Francimeire de Jesus Santos e Ana Amélia Costa Moreira, R$ 50,00 ao eleitor Raimundo Silva Fernandes e nota de combustível ao eleitor Adriano da Silva Machado, tudo com o objetivo de obter os votos desses eleitores.

Um vídeo que está no processo, mostra claramente quando a testemunha Francimeire de Jesus Santos recebe notas de R$ 100,00 (cem reais). E esta pessoa que entrega o dinheiro é manifestamente reconhecida pelas testemunhas Francimeire de Jesus Santos e Ana Amélia Costa Moreira como sendo o prefeito de Arari.

MESMO DIANTE DOS FATOS E DAS PROVAS, O TRE-MA MANTEVE O PREFEITO DE ARARI NO CARGO.

Relator do processo, o desembargador Guerreiro Júnior votou pela cassação, sendo acompanhado por Clodomir Reis. Mas, foram vencidos pela "miopia" dos demais membros da corte.

AI TEM COISA. ONDE ESTÁ O CNJ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário