Compatilhar

segunda-feira, 13 de abril de 2015

MAIORIDADE PENAL: Vamos tratar o assunto sem máscaras (sem hipocrisia)?


O apelo pela Maioridade Penal é apenas a fuga da hipócrita sociedade brasileira, a fuga daquilo que ela própria produz.

Só quem não quer ver, mas o Estado, a Família e a Sociedade estão associados na produção em alta escala da delinquência juvenil.

Vou meter o dedo na ferida escondida pelo Estado, pela Família, pela Sociedade.

Começando pela família.
Que família? Destruíram os valores que constituíam a família tradicional, destruíram a família.

Pais ausentes, pais que se traem, pais que bebem, pais que se agridem, pais que se drogam, pais que mudam de opção sexual, pais violentos e que praticam as mais terríveis aberrações diante de seus filhos. 

O Estado.
Este se omite no dever de proteger crianças, adolescentes e jovens, ao contrário, atende as bestialidades dos adultos atendendo vontades que dão inicialização à delinquência juvenil, crianças e adolescentes estão presentes em ambientes de violência e de incentivo para o crime, é no carnaval, é nos bares, é nas festas, é nos bacanais, que hoje acontecem nos próprios lares. A educação proporcionada pelo Estado é apenas um faz de conta. Sem família estruturada, nada feito.

A Sociedade.
É impressionante a debiloide atitude da sociedade quando submetida a questionamentos sobre seu comportamento. A hipocrisia e a desfaçatez são as marcas registradas da sociedade hodierna. 

Os sonhos de nossas crianças  estão sendo apagados por atos bestiais desta geração. 

As novelas, os filmes, os entretenimentos, os jogos estão conduzindo nossas crianças para comportamentos malucos, apagando suas inocências. 

A boneca que elas tanto adoram, agora está sendo feita em pose sensual, impregnada de maldades. 

As historinhas que elas tanto gostam estão sendo desvirtuadas para incutir nelas atos imorais. Esta geração está destruindo seus sonhos, suas infâncias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário