Compatilhar

sábado, 27 de junho de 2015

INEFICIENTE, CARO, CORRUPTO, PREGUIÇOSO E IMPUNE.

Trata-se do judiciário brasileiro, principalmente o maranhense. 

Acusado de práticas anti-judiciais, o judiciário no Maranhão é suspeito na maioria de seus atos, quando age.


É comum a conversa entre advogados de que tal processo não anda porque o cliente não tem dinheiro para fazer ele andar (propina).

Para o pobre, o judiciário do Maranhão demora mais que o sistema de aposentadoria de Dilma.

Para o rico e para os políticos ele é extremamente caro. Basta perguntar para os políticos quando custou sua liminar para voltar ao cargo ou para livrar - lo da cadeia. É fato. Informação facilmente obtida nos corredores do TJMA e nos Fóruns.

Sem propina, o judiciário maranhense chega a demorar 1 ano (365 dias) para dar um simples despacho num processo de um pobre.

Quando o caso é de repercussão, ai eles fazem uma média e anda rápido. Depois leva no banho-maria, devagar quase parando.

O CNJ é outro treco, que depois de Eliana Calmon, caiu na desídia (preguiça). Só faz barulho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário