Compatilhar

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Bomba é lançada sobre mãe e bebê de colo "para garantir a ordem e evitar que manifestações violentas impedissem a livre circulação de pessoas na Avenida Beira-Mar".

É a justificativa do governador do Maranhão para agressão sem medida contra pessoas que fazia reivindicação na porta do Palácio. Veja a Nota.

O bebê encontra-se internado com queimaduras da bomba. A imprensa para pelo palácio silencia.
É triste saber que essa atrocidade partiu de quem disse o seguinte na sua posse:

“Quero informar ao leão da direita e ao leão da esquerda que vocês perderam as eleições. E mais: vocês continuarão se alimentando, mas não com o dinheiro do povo. (…) Vocês nunca mais vão rugir para o povo. (…) Vocês estão despidos dos brasões da oligarquia. Queridos Leões, bem vindos à democracia”.

Os Leões que deliram em Flávio Dino, não só rugiram, mas soltaram bombas pelas ventas em fúria contra indefesos populares.