Compatilhar

sábado, 12 de setembro de 2015

EXCLUSIVO: A politicagem com os problemas de água e esgoto em Paço do Lumiar e S.J. de Ribamar.

O PROBLEMA.

Segundo dados do Ministério das Cidades, apenas 10,5% dos 6,6 milhões de habitantes têm acesso ao esgotamento sanitário, enquanto 50,4% recebem água tratada em suas residências. 

A SOLUÇÃO DO PROBLEMA.


A RECLAMAÇÃO DOS USUÁRIOS DOS SERVIÇOS

A população reclama que a tarifa está vindo muito alta. A Odebrecht Aambiental alega que é porque está incluso na tarifa o débitos em atraso com a Caema. A população contra-argumenta que esse débito é do Estado, é da CAEMA, que deveriam anistiar esse valor e começar do zero, pois a Odebrecht eles são uma empresa privada e o débito é do Estado. Não estão questionando os serviços em si. 

Coisa do futi:
Dutra quer ver é o caos.
A POLITICAGEM

A oposição nos dois municípios, por não ter propostas passaram a usar a Odebrecht Aambiental como palanque político, inventando desvio de recursos públicos, inventando que os prefeito Gil Cutrim e Prof. Josemar teriam repassados milhões para a empresa e pego parte e outras acusações sem provas.

A POSIÇÃO DO LEGISLATIVO

Sexta-feira (11), ocorreu, na Câmara Municipal de Paço do Lumiar, audiência entre a ODEBRECHT AMBIENTAL E O LEGISLATIVO LUMINENSE. O vereador Wellington Sousa cobrou da concessionária a diminuição da tarifa de água e a instituição de TARIFA SOCIAL àqueles consumidores que comprovadamente não possuírem condições de efetuar o pagamento de suas contas. Pediu também, a descentralização dos serviços administrativos, maior proximidade da empresa com as comunidades, pontuou a importância do desenvolvimento de projetos sociais, a reanálise de alguns valores de tarifas cobradas e a exclusão imediata da cobrança da tarifa de esgoto nas comunidades que não possuem rede coletora de esgoto. O vereador exigiu explicações sobre as tarifas cobradas. 

A POSIÇÃO DOS PREFEITOS DOS DOIS MUNICÍPIOS

VEJA NO DIÁRIO OFICIAL
Os prefeitos prof. Josemar, de Paço do Lumiar e Gil Cutrim, de São José de Ribamar, disseram que a Odebrecht Aambiental é supervisionada pela Câmara de Regulação do Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico. 

"É essa Câmara que define a estrutura tarifária a ser aplicada pela Odebrecht Aambiental, prestadora dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário nos Municípios de São José de Ribamar e de Paço do Lumiar. É ela que aprova a revisão das tarifas e de outros preços dos serviços públicos de abastecimento de água potável e de esgotamento sanitário aplicáveis no âmbito do Pró Cidade. se há distorções, esla precisam ser revistas.", explicou Prof. Josemar, prefeito de Paço do Lumiar.


"A Odebrecht Ambiental, empresa que atua em 180 municípios brasileiros atendendo mais de 16 milhões de pessoas, assumiu oficialmente a concessão dos sistemas de abastecimento de água e esgoto dos municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Ao fazermos o distrato da concessão com a CAEMA, ano passado, eu e o prefeito Josemar tomamos uma decisão que visa, tão somente, beneficiar as populações das duas cidades com a universalização da água”, disse Gil Cutrim, prefeito de São José de Ribamar.