Compatilhar

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

73 HOMICÍDIOS ATÉ DIA 27 DE OUTUBRO. MAS, ESCONDEDORES DE CADÁVERES DO MA DIZEM QUE SÓ FORAM 53 HOMICÍDIOS.


MAS, O GRÁFICO DOS ESCONDEDORES DE CADÁVERES DO MARANHÃO INFORMA APENAS 73.

Eles ainda não aprenderam que homicídio é o ato de matar uma pessoa, quer seja de forma voluntária ou involuntária. No Código Penal Brasileiro, o homicídio é Matar alguém (artigo 121).

HERÓI ANÔNIMO SALVA BEBÊ QUE FUGIA DA GUERRA.

France Presse
30/10/2015 03h14 - Atualizado em 30/10/2015 11h01

Naufrágio mata imigrantes no Mar Egeu

Embarcação com 150 a bordo virou perto da ilha grega de Kalymnos.
135 pessoas foram resgatadas das águas com vida.

Voluntário carrega bebê que estava em barco com 150 refugiados que virou nesta sexta-feira (30) (Foto: Giorgos Moutafis/Reuters)Voluntário carrega bebê que estava em barco com 150 refugiados que virou nesta sexta-feira (30) (Foto: Giorgos Moutafis/Reuters)
Pelo menos 22 migrantes, incluindo 13 crianças, morreram afogados na madrugada desta sexta-feira (30) perto das ilhas gregas de Kalymnos e Rodas, em dois novos naufrágios de embarcações procedentes da Turquia, anunciou a polícia portuária da Grécia.
Este novo drama se soma a uma série de naufrágios registrados nos dois últimos dias, que mataram 17 imigrantes, sendo 11 crianças.

Os imigrantes morreram quando seu barco, com cerca de 150 pessoas a bordo, virou durante a noite perto de Kalymnos, na parte oriental do Egeu, por onde passam diariamente milhares de refugiados.
A busca por sobreviventes prossegue com quatro barcos de patrulha gregos, um navio da agência europeia de controle das fronteiras externas da UE (Frontex) e um helicóptero.
Na quinta (29), a Agência da ONU para os Refugiados manifestou sua preocupação com a "deterioração das condições meteorológicas" e seu reflexo sobre a situação dos imigrantes.
Um refugiado se prepara para entregar uma criança a um salva-vidas voluntário na ilha de Lesbos, na Grécia. O barco que eles estavam começou a afundar após atravessar o mar Egeu. Cerca de 150 imigrantes estavam a bordo, a maioria sírios. Não houve vítimas (Foto: Giorgos Moutafis/Reuters)Um refugiado se prepara para entregar uma criança a um salva-vidas voluntário na ilha de Lesbos (Foto: Giorgos Moutafis/Reuters)

Barco ajudou sobreviventes de naufrágio a chegar à Ilha de Lesbos, na Grécia  (Foto: Giorgos Moutafis/Reuters)Barco ajudou sobreviventes de naufrágio a chegar à Ilha de Lesbos, na Grécia (Foto: Giorgos Moutafis/Reuters)

Desde o início de 2015, ao menos 560 mil imigrantes e refugiados chegaram à Grécia por mar, sobre o total de cerca de 700 mil imigrantes que chegaram à Europa cruzando o Mediterrâneo, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).
Ao menos 3.200 pessoas morreram durante esta travessia, segundo a OIM.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

DILMA QUER AUTORIZAÇÃO DO CONGRESSO PARA ARROMBAR O BRASIL EM R$ 117,9 BILHÕES, LEVANDO O PAÍS AO COLAPSO.

Governo quer autorização para rombo de R$ 117,9 bilhões em 2015

Pedido consta em ofício enviado ao Congresso para mudar meta fiscal. Governo quer poder abater até R$ 55 bilhões em 'pedaladas fiscais'.

Alexandro Martello e Fernanda Calgaro                                                   Do G1, em Brasília

No ofício que encaminhou nesta semana ao Congresso Nacional para revisar a meta fiscal deste ano, o governo pede autorização do Legislativo para que as suas contas possam ter um rombo recorde de R$ 117,9 bilhões. Esse valor considera o abatimento de até R$ 55 bilhões para compensação das "pedaladas fiscais" – que são pagamentos atrasados a bancos públicos.

Conforme divulgado na terça-feira (27), a meta fiscal de 2015 foi revisada de novo, passando de um superávit – economia para pagar juros da dívida – de R$ 8,7 bilhões para um déficit de R$ 51,8 bilhões nas contas do governo.

ARTE - rombo nas contas do governo (Foto: Arte/G1)
Também já tinha sido divulgada a possibilidade de abater dessa meta fiscal a receita esperada do leilão das hidrelétricas, previsto para novembro, caso ele não venha a acontecer. Isso aumentaria o rombo em R$ 11,1 bilhões.
Entretanto, o valor da "pedaladas" ainda não tinha sido detalhado.
Valores
Nesta quinta-feira, mais cedo, o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, declarou que as "pedaladas" do últimos anos não superariam a marca dos R$ 50 bilhões. Com isso, o déficit fiscal poderia subir para até R$ 112,8 bilhões.

Entretanto, no ofício encaminhado ao Congresso, o governo pede para que o abatimento na meta, das "pedaladas fiscais", seja de até R$ 55 bilhões.
Assim, caso o Tribunal de Contas da União determine que o governo deve pagar as pedaladas ainda neste ano, e caso o leilão das hidrelétricas não ocorra em 2015, o déficit nas contas poderia atingir a marca recorde de R$ 117,9 bilhões – o equivalente a 2,05% do PIB.
"O abatimento da meta pela frustração de receitas de concessões pode alcançar R$ 11,1 bilhões, e com o pagamento de passivos ainda em discussão outros R$ 55 bilhões. A União está autorizada, nessas circunstâncias, a ter déficit de até R$ 117,9 bilhões (2,05% do PIB), ou desempenho ainda pior, se estados e municípios superarem sua cota", diz o documento divulgado pelo relator da proposta de alteração da meta fiscal, deputado Hugo Leal (Pros-RJ)
Para o resultado de todo o setor público (que engloba os estados, municípios e empresas estatais), o governo pede autorização para que o déficit possa ser de R$ 114,96 bilhões – o equivalente a 2% do PIB.
Nesse pedido, o governo considera que as contas dos estados e municípios terão superávit de R$ 2,9 bilhões neste ano.


O aumento da dívida pública tem outro efeito: só de juros, o governo já gastou R$ 408,3 bilhões.

Relator aceita proposta
O deputado Hugo Leal, relator do projeto de lei que altera a meta fiscal deste ano, deu parecer favorável à aprovação, sob a justificativa de que não se pode ignorar as dificuldades financeiras enfrentadas pelo país e que a proposta dá a "transparência necessária à boa condução da gestão das finanças públicas".

Evolução das contas públicas meta fiscal déficit 2015 (Foto: G1)
Ele observou ainda que o ajuste fiscal tem sido feito “a duras penas” devido à piora na arrecadação em razão da queda da atividade econômica e atribuiu esse quadro em parte à modificação pelo Congresso de algumas medidas fiscais propostas pelo governo.
“Houve e há oposição a algumas medidas fiscais propostas e seus efeitos foram atenuados na tramitação dos projetos”, disse Hugo Leal.
Para o deputado, o quadro econômico é “desalentador, mostrando a deterioração dos indicadores”. “A LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias] em vigor contemplava crescimento positivo para 2015, chegando a 2,3% no ano em 2017; agora, temos queda do PIB em 2015 de 2,8%, queda em 2016 de 1%”, afirmou no parecer.
Reequilíbrio
Ele destacou, porém, que o governo tem usado todos os mecanismos para reequilibrar o orçamento. “Temos que reconhecer que há um esforço legítimo para equacionar o déficit público e restabelecer a confiança na capacidade de o país superar os percalços vividos neste momento atípico”, disse Hugo Leal.

O parlamentar acrescentou ainda que o projeto de lei enviado pelo Executivo “prima pela transparência” ao explicitar a realidade das finanças públicas”. “Mesmo diante das adversidades, não há abandono da disciplina fiscal”, afirmou.
Ele defendeu o abatimento da meta de até R$ 11,1 bilhões por considerar que o adiamento do leilão das usinas hidrelétricas poderia inviabilizar o ingresso de recursos ainda em 2015.
Em relação às "pedaladas fiscais", o relator também entendeu que o abatimento deve ser autorizado, mas sujeito a um limite máximo de até R$ 55 bilhões. Ele alegou que ainda há incerteza sobre os valores dos desembolsos que teriam sido feitos neste ano, mas justificou que deixar a meta de resultado primário sem um piso "não contribuiria para o restabelecimento da confiança indispensável à superação do momento adverso".
Resultado até setembro
Com a confirmação de que as contas públicas ficarão no vermelho em 2015, serão dois anos consecutivos de resultados negativos – algo também inédito. No ano passado, o setor público registrou um déficit primário inédito de R$ 32,53 bilhões, ou 0,63% do PIB.


De janeiro a setembro deste ano, o Tesouro Nacional informou que as contas do governo registraram um déficit primário de R$ 20,93 bilhões – o pior resultado para o período em 19 anos.

Já os estados e municípios registraram superávit de janeiro a setembro de 2015. As contas do setor público registraram, na parcial deste ano, um déficit primário de R$ 8,42 bilhões. Com isso, houve queda do déficit frente ao mesmo período do ano passado, quando foi registrado um resultado negativo de R$ 15,28 bilhões.

Comunistas demonstram desespero e fragilidade diante de ato de Roseana Sarney.

Bastou Roseana Sarney dar uma pequena andada nas ruas para os comunistas entrarem em desespero.

Roseana resolveu visitar umá fã de surpresa e foi cumprimentada por populares.

A mídia comunista caiu em cima da fã esculhachando a moça. Lincharam a coitada.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

SINPROESEMMA REVELA PARA PF ESQUEMA PESADO DE CORRUPÇÃO NA PREFEITURA DE LAGO VERDE-MA.

Vem aí operação da PF para desarticular quadrilha que desvia Recursos da prefeitura de Lago Verde. 

CLIQUE AQUI! E VEJA DE ONDE ERA ESSA GRANA
Farta documentação e detalhes entregues à Polícia em forma de Notícia Crime, mostra a ação de uma quadrilha destinada a desviar recursos do FUNDEB, que seriam para reforma de escolas do município.

PARTE I DO ESQUEMA - Falsificação de documentos para comprovação de despesas

NA PRÓXIMA POSTAGEM... A PARTE II DO ESQUEMA QUE RESULTA EM DESVIOS DE RECURSOS DO TRANSPORTE ESCOLAR.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

BOMBA!! ESQUEMA DURADOURO NO SOCORRÃO II: Taí um bom começo para o Decreto anti-corrupção de Flávio Dino.

Ainda na gestão do prefeito João Castelo o então deputado federal do Piaui, Marcelo Castro, que hoje é Ministro da Saúde, através de uma emenda parlamentar destinou ao hospital Socorrão II, em são Luís um aparelho de ressonância magnética.


Ajudinha ao irmão via Socorrão II
QUAL A RAZÃO DE TAMANHA BONDADE DO PARLAMENTAR DO PIAUI, QUE DEIXOU SUA GENTE NA MÃO E DESVIOU A EMENDA PARA SÃO LUÍS?

Eis a resposta:

Há pelo menos seis anos, trabalha no hospital Socorrão II uma empresa terceirizada que é de propriedade de um médico irmão deste Deputado, que é o médico Flávio Castro (Clínica Radiológica Albuquerque E Castro Ltda), que já faturou mais de R$ 20 milhões por supostos serviços de radiologia no Socorrão II.

2010 – R$ 2.512.874,13
2011 – R$ 3.575.953,56
2012 – R$ 4.471.083,33
2013 – R$ 3.977.643,52
2014 – R$ 3.895.909,90
2015 – R$ 1.977.735,73
Total – R$ 20.411.200,17

Entendeu o esquema que a PF e o Ministério Público Estadual tem que apurar. Os indícios apontam que a destinação do aparelho para o Socorrão II foi condicionada a permanecia da empresa do irmão do deputado-Ministro prestando serviços no hospital Clementino Moura, o Socorrão II, na Cidade Operária.

O esquema teve a conivência de João Castelo e continuou com a de Edivaldo Holanda Junior, através da secretaria de saúde do município, onde a empresa do irmão do deputado, permaneceu prestando os serviços de realização de exames de forma irregular sem a realização de licitação pública. E nesse tempo todo comeu uma grana preta de recursos da Saúde.

Como a coisa estava dando muito à vista, a Secretaria de Saúde lançou um Edital de Licitação para a prestação dos serviços, o PREGÃO PRESENCIAL Nº 073/2015.

No decorrer da licitação, uma concorrente está colocando a Secretaria de Saúde de São Luis e a empresa do irmão do Deputado-Ministro da Saúde em maus lençóis (A CASA CAIU!).

É que a planilha de uma empresa especializada e interessada na licitação está demonstrando que o superfaturamento no esquema Socorrão II e a empresa do irmão do deputado ultrapassa 60% do valor de mercado.

Agora, a Secretaria de Saúde de São Luís questiona a capacidade da empresa que demonstrou o superfaturamento e procura um jeitinho para manter a mesma empresa do irmão do deputado que arranjou o aparelho para o Socorrão II para continuar o esquema.

Fica a pergunta, o prefeito de São Luís sabia desse esquema?

Taí um bom começo para o Decreto anti-corrupção de Flávio Dino.

Na próxima postagem vem mais coisa. Aguarde!!

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

VAZOU: Agentes do governo comunista do Maranhão executam devassa em todas as Secretarias atrás de irregularidades de ex-gestores e fornecedores.

Informações que chegaram ao blog dão conta que, sob o argumento de combate à corrupção, o governo do Estado sob o comando do PC do B, está fazendo uma verdadeira devassa nos atos de ex-gestores de todas as secretarias estaduais em busca de irregularidades que implique pessoas e fornecedores que atuaram nos governos dos Sarney.

O informante detalhou que que processos estão sendo escaneados e minuciosamente estudados em busca de irregularidades e falhas para pegar pessoas e fornecedores. "Eles querem ter essa gente na mão. A devassa maior é na secretaria de fazenda. Estão atrás de esquemas que driblou o fisco Estadual ", disse o informante que não quis se identificar, entregando apenas fraguamentos do que está ocorrendo.

Onde há fumaça, tem fogo!

Há poucos dias, houve denúncias de que Blogueiros e deputados de oposição foram grampeados pelo governo comunista do Maranhão?. Este blog publicou a notícia:

"Veio à tona que agentes comunistas do governo Flávio Dino estariam bisbilhotando blogueiros e deputados de oposição para desmoralizá-los. 

As reações de intolerâncias dos comunistas não deixam dúvidas. O certo é que nunca no história do Maranhão as liberdades de imprensa ou de manifestação estão ameaçadas pelo estado policial implantado pelo governo comunista de Flávio Dino.

Deputados estaduais acusam o governo de estar grampeando suas conversas telefônicas e que até aliados foram afastados do governo depois dos diálogos filtrados.

O primeiro foi o deputado Edilázio Júnior que ouviu de um delegado amigo que seus aparelhos telefônicos estão sob a vigília do Gardião (aparelho usado para captar as escutas, adquiridos desde a gestão de Raimundo Cutrim na Segup, passando por Aluísio Mendes e agora na de Jefferson Portela).

O segundo foi o deputado Sousa Neto que informou ter ligado para o coronel Sá, quando ele era o sub-comandante geral da PM para tomar uma informação. “Como estou grampeado pelo governo, eles pensaram que Sá estava era me passando informações. E dois dias depois ele foi exonerado”, revelou Sousa.

O parlamentar fez outra revelação bombástica: a secretária-adjunta de Saúde, Rosângela Curado, foi obrigada a pedir exoneração do cargo depois de ter escutas telefônicas gravadas. O parlamentar achou estranho que o governo se vigie, ao que parece, de forma clandestina.

Sousa Neto condenou a atitude da Secretaria de Segurança que deve obedecer ordens do Palácio dos Leões para grampear deputados. “Eles não respeitam esse poder. Temos que tomar providências judiciais senão estaremos vulneráveis ao Executivo”, alertou o deputado.

APLICATIVOS DO GOVERNO DO ESTADO PODE CONTER CÓDIGOS ESPIÕES. 

Na maioria das vezes, os invasores precisam instalar apps suspeitos no smartphone do próprio usuários antes de começar o monitoramento e apps desenvolvidos pelo Estado pode está trazendo códigos maliciosos.

Programas de espionagem capturam informações sem que a vítima saiba. São executados de maneira invisível, são os spywares, que se faz passar por um aplicativo legítimo. Mas na verdade, o programa espião pode: 

Gravar tudo o que é digitado no teclado (keylogger)
Fazer imagens ou vídeos com a webcam do PC ou celular.
Fazer capturas de telas 
Gravar o som do microfone ou placa de som
Ver a tela da vítima (visão remota)
Tomar o controle total do computador ou celular (controle remoto)
Basta uma conexão com a internet.

No Caso dos PCs, o programa espião inicia normalmente quando o computador é ligado, e assim é difícil de detectar visualmente. 

UMA DICA.

Se você desconfia que esta sendo monitorado por um programa espião, faça isto em seu pc ou notbook: 
  1. Clique em iniciar e após digite na barra de buscas: msconfig
  2. Abrirá uma janela com 5 abas, agora é necessário abrir a que está escrito “Inicialização de Programas”. Deixe o seu anti vírus selecionado nesta aba,
  3. Clique em “Aplicar”, em seguida dê um “OK” e reinicie seu pc ou notbook.
  4. Após isso, caso exista um programa espião no seu computador ele não será mais executado.
LEMBRETE PARA OS AGENTES COMUNISTAS QUE ESTÃO ESPIONANDO:

Vocês também pode estar sendo observados, pois o mundo da informática é versátil". 

Pesquisadora espanhola diz que há solução para a indisciplina, o bullying, a intolerância, a violência na Escola.

Da Revista de Educação Nova Escola
                                                                  TEXTO
  • PAULA TAKADA
     
 EDIÇÃO ANA LIGIA SCACHETTI

Indisciplina, bullying, intolerância, violência. Tudo isso é bastante incômodo e ao mesmo tempo familiar para quem atua na Educação. É possível evitar? Para a pesquisadora espanhola María José Díaz-Aguado, sim. Os resultados de mais de 35 anos de investigações em instituições da Espanha justificam o otimismo dela. As soluções se baseiam no princípio de que é necessário transformar a cultura de domínio e submissão que caracteriza as relações interpessoais nas escolas e que são um reflexo da sociedade.
Em agosto, Díaz-Aguado esteve no Brasil para uma conferência no seminário internacional A Convivência Ética na Escola, organizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (Gepem). Durante o evento, realizado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), ela lançou o livro Da Violência Escolar à Cooperação em Sala de Aula(440 págs., Ed. Adonis, tel. 19/3471-5608, 110 reais) e concedeu esta entrevista.
Como prevenir o bullying? 
MARÍA JOSÉ DÍAZ-AGUADO São necessários cinco tipos de ação: promover uma mudança cultural, conhecer as relações entre os alunos e transformá-las, ajudar as crianças e os adolescentes a construir uma identidade não violenta, implantar uma disciplina eficaz e apoiar as vítimas. 
Por que a mudança cultural é necessária? 
Porque o bullying não é algo inventado pelas crianças. Ele é uma das expressões mais graves e duras de um modelo cultural calcado nos papéis de dominador e submisso. Os praticantes de bullying se apropriam profundamente disso e levam ao extremo. Temos de buscar um padrão diferente, baseado nos valores da democracia, que são o respeito aos direitos humanos e ao outro, a igualdade, a liberdade e a fraternidade.
Quem pode promover essas ações? 
A escola deve envolver os professores e as famílias. Precisamos convencê-los de que têm a responsabilidade e a possibilidade de transformar esta cultura para erradicar o bullying. Não podemos deixar esse peso apenas para os alunos. Aos educadores, essa mudança interessa profundamente porque vai resolver um dos grandes problemas deles, que é a conduta daqueles estudantes desafiantes que não os deixam dar aula e usam até a violência contra os docentes. 
E quanto às famílias? 
Envolvê-las é imprescindível. A escola tem de transmitir a todos que não pode haver violência. Há um velho ditado espanhol "Si te pegan, pega!" (algo equivalente a "Se apanhar, dê o troco") que justifica a reação. Ao aceitar esse comportamento, entra-se em contradição com os valores democráticos. Uma abordagem diferente não é impossível. Nem sequer, muito difícil. No início do ano letivo, pode-se explicar o projeto da instituição, ajudar os pais a entender o que se passa e perceber que não se ensina a não ser violento usando a violência contra as crianças. Não se pode ensinar a não bater, batendo. Comprovamos, em nossas investigações, que com um programa de três sessões de duas horas, os familiares acabam se comprometendo. É preciso fazê-los entender que isso interessa a eles e mostrar que não estão sendo chamados para ouvir que são pais ruins, e sim que precisam ajudar a escola a buscar soluções para um problema compartilhado.
Como os educadores podem intervir nas relações dos estudantes? 
Em primeiro lugar, eles têm de conhecer como é a estrutura de cada uma das turmas que existem e saber como se dão as distintas relações entre as crianças e os adolescentes. Geralmente, isso não é enxergado. Não se tem o costume de observar os alunos no intervalo, por exemplo. Na Espanha, usamos  questionários em que os estudantes respondem com quem gostam de estar, quem são os companheiros que consideram mais sozinhos e outras informações dessa natureza. Com a ajuda de um orientador, os professores interpretam os dados. Eles se comovem muito quando descobrem quem são as crianças que estão sofrendo bullying ou que correm risco de sofrê-lo, pois não têm amigos. Notam também que há líderes positivos, pró-sociais, que podem ajudar a integrar os mais isolados. E líderes negativos, antissociais, que ganham poder empregando a violência. 
O que fazer depois de ter um diagnóstico preciso das relações entre os alunos? 
Temos de impedir que os alunos consigam poder e protagonismo por meio da violência, ajudando-os a conquistar isso de outras maneiras. A intervenção pode ser feita por meio da aprendizagem cooperativa. Essa é uma prática muito potente e pressupõe o trabalho com grupos heterogêneos, algo que só é feito se os professores conhecerem a fundo a estrutura de relações da turma. Quando detectam estudantes que estão sofrendo bullying, precisam agrupá-los em equipes com líderes positivos que vão se tornar seus amigos e darão apoio. E isso deve acontecer em todas as aulas, não só nas tutorias ou assembleias. 
De que maneira se colabora para a construção de uma identidade não violenta? 
Temos de ajudar as crianças e os adolescentes a rechaçar a violência. É necessário impedir que dentro do que nos permitimos fazer esteja o uso dela. No lugar disso, os estudantes precisam estar dispostos a lutar (pacificamente) pela paz. Mahatma Gandhi (1869-1948) dizia que não há um caminho para fazer a paz, ela é o próprio caminho. Não pode haver contradição entre o fim e o meio. E para isso são muito importantes as assembleias de classe e o que se chama de currículo da não violência. Desde a Educação Infantil até a universidade, deve-se proporcionar oportunidades para refletir e para ajudar a construir um compromisso muito ativo de que em sua vida não cabe esse comportamento e que você vai lutar contra ele porque isso interessa profundamente a você.
Entre as ações de prevenção, você também citou a disciplina eficaz. O que a caracteriza?  
A escola está muito disposta a castigar os alunos, porém, com muita frequência, esse castigo é só uma reação. A maioria das ações consiste em propostas pouco eficazes, como mandar copiar algo ou expulsar o estudante. Nada disso faz com que o punido mude de atitude. É preciso ter algo mais para que a violência não fique impune. Isso deve ficar muito claro, porque caso contrário gera novos atos semelhantes. Para que a sanção ajude de fato, ela deve colaborar para que aquele que se comporta mal realize mudanças cognitiva (entenda seu erro), emocional (se arrependa) e de conduta (repare os danos). Constatamos que as instituições que castigam mais, castigam pior, porque não têm tempo para aprimorar essas práticas.
Por que o apoio às vítimas também colabora  com a prevenção?  
Porque a violência pode produzir sequelas e há o risco de a vítima se converter em agressor. Isso costuma acontecer em um de cada três casos. Mesmo entre os demais, ninguém sai ileso.
No Brasil, há escolas inseridas em espaços muito violentos, com leis próprias, baseadas no medo e no silêncio. É possível mudar a cultura em contextos como esses?  
Sim. Convertê-los em ambientes cooperativos é um processo complexo porque a violência está arraigada. Porém, há lugares que conseguiram. Na Colômbia, por exemplo, Medelín passou, em um tempo recorde, de uma cultura profunda de violência a uma que a rechaça e isso foi conseguido por meio da Educação. 

FUNK - a volta do ser humano para a caverna...




Fico feliz em ver que há pessoas como eu que enxergam essa realidade ! Mas infelizmente somos pouquíssimos. Parece que hoje em dia tudo que não presta agrada mais, é a novela...é o vício da internet...é cerveja e drogas...noitadas...raro é ver alguém admirar uma flor ou um concerto de Mozart, por exemplo... a maioria das pessoas são tão burras e estúpidas... A pobreza mental é a miséria absoluta do ser humano. Sorte que há exceções. Vídeo excelente ! Parabéns !
+Maro Filósofo Bom vídeo.
+Evandro Oliveira Acho que pessoas sensíveis e inteligentes sempre foram raras...Hoje há muita gente com doutorado, com cérebro no neolítico...
Cada cérebro ouve e curte aquilo que é capaz de interpretar. O cérebro de um funkeiro é bem limitado, quiçá, muito próximo da inteligência de um chimpanzé ( o chimpanzé está dois neurônios à frente) não se pode exigir nada além  de um indivíduo que consegue ouvir um lixo desses. Observe que o vocabulário desses seres  é limitado, a capacidade de assimilação e lógica é bem restrita e a falta de educação chegou e montou uma barraquinha, porque esses imbecis não sabem o que é fone de ouvido.
+Fernando Messina Nesse ponto caimos na velha questão de causa e consequencia, a pessoa gosta de funk porque é burra ou ficou burra porque não foi exposta às coisas certas quando deveria ter sido?
+Márcio Costa As coisas coisas.
Acho que não so o funk mais outros estilos musicais como o sertanejo sofreu com queda de qualidade, antes estes estilos falavam de amor a vida na roça a simplicidade hoje é vulgarização total da mulher, traição e bandidagem e outros.
+Alessandro Braga Sim, você tem razão Alessandro. O sertanejo também passou por essa degradação. Até o rock virou um lixo aqui no Brasil. Todos os estilos musicais estão sendo degradados, infelizmente...
+Maro Filósofo sertanojo
E o que dizer das "maravilhosas" musicas do tal do sertanejo universitário?! Uma falta de respeito com o sertanejo de verdade. Mas, está na moda, né?! Nojo!
Amei seu discurso.
+Cheila Rodrigues Valeu!! Um abraço!
+Maro Filósofo arrastou..
Eu sou rockeiro. Curto só rock, e musica pop. Concordo com voce maro, o funk é um lixo da cultura brasileira... o funk, tenta fazer os jovens, a serem bandidos, marginais, com as letras perversas, e bandidas. O funk não tem nada de bom. É musica de putas, e bandidos. Temos que acabar, com o funk. Esse lixo de estilo musical... e viva a nos rockeiros, concordo com voce maro. Abração! Q deus te abençoe!
+denis balboa Rock tem muitas musicas perversas também amigão... Cuidado.
+Gabriel Tanan cara,tudo neste mundo tem lado bom e ruim,EXCETO o funk,se as pessoas souberem escolher o que ouvir, estarão livres destas perversidades.Ouça uma musica com traduçao e me diga se ela nao retrata o mundo atual,o nome é Bon Jovi - These Days. Um''bom'' dia a todos!!
Ritmo e cultura erotizante + Adolescentes pobres +  Erotização e sexo + Filhos gerados por adolescente = MAIS POBREZA, CRIMINALIDADE E MISÉRIA, Combustível para políticos populistas.
Chamem o funk do que voceis quiserem, menos de MUSICA. E um completo lixo e as pessoas chamam de MUSICA !!!
+MESTRE SHAKE não fale assim,você esta humilhando o ruido ao compara-lo com esta (sei-la não tem palavra ruim no mundo que descreva).
+Gean Carlos Mateus Exatamente Gean, é uma afronta denegrir a palavra "ruído" com seja lá qual for extremamente desqualificado essa bosta que muitos retardados gostam.
Dois funkeiros não gostaram do video. Kkkk
+Alexandre Monteiro 21 agora, mas isso vai aumentar, a vai.
kkkkkkkkk
21 imundos mentais não gostaram desse vídeos.só podiam ser escrotos mesmo
+Matheus Luiz Silva Você está coberto na razão !
O maior representante para mim do Funk - legitimo - é ''James Brown'' o restante é particularmente ''bagaceira incultural'' .
+Danilo Dalla Vecchia Exato ! é um insulto digitar esse ruído aqui da república da bunda como "fUnk" com a letra "u". Deveria ser descrito como "fank". O funk verdadeiro é o do exterior !
Chão ,chão ,chão...mete na cara dela, esfrega na cara dele!!...balança o bonecão,balança o bonecão....kkkkkkkk é na putaria e com a droga na veia que se escreve funck so pode ser kkkkkkkk. To fora!! unica coisa boa do funck são as mulheres o resto joga no sanitário e puxe a descarga.
+Marcio Araujo pra mim elas podem ir junto cara,pois pelo fato de estarem ali, significa que elas concordaram com este tipo de vagabundagem!!!
Os caras só querem saber de pegar mulher e o resto que se foda, kkkk. E que merda de estilo repetitivo é o funk.
O Lord of the Rings tem razao, acho que devemos voltar para o axe, o sobe e desce na boquinha da garrafa, ou talvez para o movimento hippie de liberação sexual do final dos anos 60. O Jim Morrison era super depravado em 1960. Mas o professor acha que isso é um problema atual. Sem contar que essa invasão cultural vem de onde? EUA é claro!!!
Eu venho repetindo ha alguns anos.... As feministas de hoje serão as "machistas" de amanha. Eu ja tenho visto algumas assim, que são tão preconceiutuosas e unilaterais quanto o pior dos machistas.
Vc parece o Gandalf mais jovem antes de virar um mago fodao.
O Funk é a degradação moral e cultural de uma sociedade. Esta é a melhor frase para definir o que representa o Funk " culturalmente"
"Letras que esculacham as mulheres de cima até em baixo"... Maro, devo concordar. Mas esculacha muito mais em baixo, não acha?
Consumo de produção cultural de alto nível não é garantia de sociedade ética e moralmente melhor, porém o funk favorece o rebaixamento do homem, isso não há dúvida.
O pior do funk é o funkeiro!
+Gean Carlos Mateus É a minha linha de raciocínio tbm, o importante é que concordamos que isso é uma merda!
+Thiago Silva pode ter certeza