Compatilhar

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

As promessas que Flávio Dino não cumpriu




Prefeito de Paço do Lumiar Presta contas e cumpre as últimas promessas de campanha

Com mais de 1.000 ações realizadas, o prefeito de Paço do Lumiar Josemar  Sobreiro (PSDB), emite mensagem aos luminenses

Temer sanciona reforma do ISS, com cobrança de imposto sobre serviços como Netflix

O presidente Michel Temer sancionou, com vetos, a Lei Complementar 157/2016, que reforma o Imposto sobre Serviços de qualquer natureza (ISS). O texto, publicado na edição desta sexta-feira (30) do Diário Oficial da União, fixa em 2% a alíquota mínima do imposto, na tentativa de acabar com a guerra fiscal entre os municípios, e amplia a lista de serviços alcançados pelo tributo. A nova lei tipifica como ato de improbidade administrativa a concessão do benefício abaixo da alíquota mínima.
Com a reforma, todos os serviços de streaming de áudio e vídeo, como Netflix e Spotify, passarão a pagar o ISS, o que deve impactar no valor das mensalidades cobradas. Pela nova lei, a “disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet” passará a ter incidência de ISS.
Uma das principais mudanças aprovadas pela Câmara é a cobrança do tributo onde a operação ocorreu, em casos específicos como cartão de crédito ou débito e de factoring (aquisição de direitos de crédito) ou leasing (arrendamento mercantil). Com isso, as operações poderão ser tributadas pelo município em que são feitas ou segundo o domicílio do tomador da operação, e não no município sede da administradora do cartão ou da empresa financeira. A regra geral para a cobrança do imposto é a cobrança no local do estabelecimento que presta o serviço.
Estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) estima que as novas regras podem garantir uma arrecadação extra de R$ 6 bilhões aos municípios. Entre os serviços sobre os quais o ISS passará a incidir estão os prestados por portuários, aeroportuários, ferroportuários e de terminais rodoviários, ferroviários e metroviários. Também foram incluídos os serviços de aplicação de tatuagem e piercing, decoração e jardinagem; dedetização; limpeza e dragagem de rios, portos e canais; armazenamento, depósito, carga, descarga; e serviços de diversões e lazer, exceto produção de eventos e espetáculos, bailes, teatros, óperas, concertos e outros assemelhados.
A nova lei proíbe a concessão de isenções, incentivos e benefícios tributários ou financeiros, inclusive redução da base de cálculo ou crédito presumido. O texto considera nula a lei ou o ato que não respeite essa regra. Os municípios terão um ano para revogar normas que contrariem a reforma do ISS. No entanto, a proposta permite algumas exceções. As cidades poderão estabelecer isenções e incentivos a determinados setores.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Prefeito de Paço do Lumiar recebe agradecimentos da população

O nome dele é Josemar Sobreiro, homem simples e durante seu mandato não ostentou a condição de prefeito.

Recebeu o município das mãos da Polícia Federal, pois a prefeita anterior foi afastada por ter arrasado o município. Paço do Lumiar, no início de 2013 estava inviabilizada por 8 anos. Sem nada, até a documentação da prefeitura estava apreendida pela Polícia Federal.
Mas esse senhor trouxe de volta a credibilidade do município, investiu no social e sai campeão na area da Educação e por tudo isso foi aplaudido no último sorteio da Minha Casa Minha Vida.
video

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Procon-Ma faz pedido errado e STJ nega liminar que beneficiaria a população maranhense

O Procon do Maranhão, que luta para que o Banco do Brasil mantenha todas as atuais agências em funcionamento no Estado, recebeu um não do STJ - Superior Tribunal de Justiça. O Banco quer transformar as agências em postos de atendimento.

O Procon-MA recorreu contra decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, que é favorável ao Banco do Brasil. O argumento do Procon é o de que o fechamento de agências do Banco do Brasil e a demissão de funcionários resultarão em graves reflexos para o estado do Maranhão. Alega ainda que o fato de o banco ter alcançado elevados lucros operacionais, mesmo diante da crise econômica, demonstra que a instituição teria sobras em caixa que deveriam ter sido revertidas para a melhoria dos serviços bancários no Estado.

Ocorre que o tipo de recursos escolhido pela Procuradoria Geral do Estado do Maranhão está errada.

Sabe por que está errada? 

O Banco do Brasil é pessoa jurídica de direito privado, sob as regras das sociedades anônimas. E a ação do Procon-Ma pretendia decisão contra o Poder Público. O que não é o caso. Errou feio!

Ainda segundo a decisão, a ação civil pública foi proposta pelo Procon-MA, visando intervir na estratégia de reestruturação do Banco do Brasil, pessoa jurídica de direito privado, disciplinada pelas regras das sociedades anônimas. 

A decisão foi da presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Laurita Vaz, que deu uma aula para os procuradores de Flávio Dino “O Estado, por via transversa, busca a reforma do acórdão do Tribunal de Justiça de origem, ficando evidente a utilização do instituto da suspensão de liminar como sucedâneo recursal, o que é manifestamente descabido”, escreveu a ministra Laurita Vaz.

Que vergonha, Governador! O rapaz abaixo é tão competente e trabalhador e o Senhor deixar seus procuradores fazer uma cagada dessas!
Duarte Junior - Presidente do PROCON Maranhão, dedicado no que faz, mas teve um recurso feito por incompetentes.

A miséria e a miserável educação do Maranhão

Como preparar jovens para desenvolverem suas potencialidades e suas dignidades para cuidarem bem de si mesmos, de suas famílias e serem produtivos na vida social, com a miserável educação que se pratica no Maranhão para as classes pobres do Estado?

Algum hipócrita pode argumentar: mas, fulano ou sicrano estudou em colégio do Estado e se deu bem!

Ora! Que conseguiu, só conseguiu porque burlou o sistema de ensino ruim, ou seja, abandonou o sistema e estudou por conta própria. Passando fome, tendo vertigem, mas com ajuda de algum filho de Deus consegue um bom livro, uma boa apostila, elaborados para colégio dos ricos.

Vamos deixar de hipocrisia! filhos de famílias em estado de miséria, que receba salário família ou não, não tem mente tranquila para memorizar nada. Simplesmente não acreditam mais nessas conversas de mentiras e enrolação dos prefeitos, governador e deputados. Hoje, devido a maioria absolutas deles serem bandidos e ladrões do erário público, suas propostas e falações já nascem morta nas mentes daqueles que povoam os bolsões de miséria que circundam todo o Maranhão. 

Além do conteúdo do ensino ser ruim, centenas e centenas dos professores são despreparados. Não há acompanhamento pedagógico, não há estruturas de ensino. Faltam professores de verdade e os que tem ainda faltam.

É a miserável Educação do Maranhão num Estado onde campeia a miséria.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

UMA HISTÓRIA DE NATAL


Há duas semanas, numa noite de muito vento em Curitiba, o representante comercial Roberto Sambati, de 27 anos, saía de um caixa eletrônico no Batel quando um pedaço de papel chegou voando e parou no seu pé.

Um envelope feito com folha de caderno embrulhava uma carta. Ao verificar o conteúdo, Sambati percebeu que se tratava de um pedido de ajuda (foto), escrito por um menino de 13 anos.

O garoto solicitava a quem encontrasse a correspondência uma muda de roupa, um sapato e uma cesta de Natal, para que a família pudesse ter a primeira ceia de sua vida. A carta também trazia um endereço e um telefone. A primeira reação de Sambati foi de desconfiança. “Vai que a gente chega ao endereço e é um golpe?”, diz. Mesmo assim, ele decidiu ir até o local.

O encontro com a família foi cercado de emoção, e Sambati logo descobriu detalhes sobre a carta. Ela foi escrita no mesmo dia em que ele a encontrou, após uma jornada exaustiva de trabalho da família do menino, que recolhe material reciclável nas ruas de Curitiba. 

“O Vítor (autor da correspondência) disse que eles haviam percorrido a cidade inteira catando papel e naquele dia, muito cansados, deixaram a carta na calçada”, afirma. Além de ajudar a família com mantimentos, recolhidos com pessoas que souberam da história e se sensibilizaram, Sambati conta que neste domingo entregará uma ceia para Vítor, os quatro irmãos e a mãe deles. 

Além disso, o tio de Sambati comprou um fogão para a família. O representante comercial considera que a carta foi um sinal. “Eu não estava bem emocionalmente e queria sentir o verdadeiro espírito de Natal. 

Queria ajudar alguém, mas não sabia como. Então veio essa carta e me disse para onde ir e o que fazer para encontrar o que estava me fazendo falta”. Emocionante!

Fonte: Gazeta do Povo.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

STJ diz que desacato não é mais crime

Quinta Turma descriminaliza desacato a autoridade
A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) descriminalizou a conduta tipificada como crime de desacato a autoridade, por entender que a tipificação é incompatível com o artigo 13 da Convenção Americana de Direitos Humanos (Pacto de São José da Costa Rica). A decisão foi tomada na sessão desta quinta-feira (15).

O ministro relator do recurso no STJ, Ribeiro Dantas, ratificou os argumentos apresentados pelo Ministério Público Federal (MPF) de que os funcionários públicos estão mais sujeitos ao escrutínio da sociedade, e que as “leis de desacato” existentes em países como o Brasil atentam contra a liberdade de expressão e o direito à informação.

A decisão, unânime na Quinta Turma, ressaltou que o Supremo Tribunal Federal (STF) já firmou entendimento de que os tratados internacionais de direitos humanos ratificados pelo Brasil têm natureza supralegal.

Para a turma, a condenação por desacato, baseada em lei federal, é incompatível com o tratado do qual o Brasil é signatário.

Controle de convencionalidade
Ao apresentar seu voto, o ministro Ribeiro Dantas destacou que a decisão não invade o controle de constitucionalidade reservado ao STF, já que se trata de adequação de norma legal brasileira a um tratado internacional, o que pode ser feito na análise de um recurso especial, a exemplo do que ocorreu no julgamento da Quinta Turma.

“O controle de convencionalidade não se confunde com o controle de constitucionalidade, uma vez que a posição supralegal do tratado de direitos humanos é bastante para superar a lei ou ato normativo interno que lhe for contrária, abrindo ensejo a recurso especial, como, aliás, já fez esta corte superior ao entender pela inconvencionalidade da prisão civil do depositário infiel”, explicou Ribeiro Dantas.

O ministro lembrou que o objetivo das leis de desacato é dar uma proteção maior aos agentes públicos frente à crítica, em comparação com os demais, algo contrário aos princípios democráticos e igualitários que regem o país.

“A criminalização do desacato está na contramão do humanismo, porque ressalta a preponderância do Estado – personificado em seus agentes – sobre o indivíduo”, destacou o ministro.

Outras medidas
O magistrado apontou que a descriminalização da conduta não significa liberdade para as agressões verbais ilimitadas, já que o agente pode ser responsabilizado de outras formas pela agressão. O que foi alterado é a impossibilidade de condenar alguém, em âmbito de ação penal, por desacato a autoridade.

No caso submetido a julgamento, um homem havia sido condenado a cinco anos e cinco meses de reclusão por roubar uma garrafa de bebida avaliada em R$ 9,00, por desacatar os policiais que o prenderam e por resistir à prisão. Os ministros afastaram a condenação por desacato.
Leia o voto do relator.
Esta notícia refere-se ao(s) processo(s):REsp 1640084


quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

AUMENTO DO ICMS NO MA: O presente de Flavio Dino para população maranhense.

Flávio Dino encaminhou para a Assembleia Legislativa do Estado o Projeto de Lei 223/2016, que reajusta alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), incluindo de 18 a 27% de energia elétrica, de 25% para 26% do etanol e da gasolina e de 25% para 27% dos serviços de telefonia e de TV por assinatura.
Pessoas físicas, bem como micro, pequenas, médias e grandes empresas precisam fazer um PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO SÉRIO PARA 2017

Eis a orientação de um especialista - Júlio César Zanluca - Contabilista e Autor da Obra Planejamento Tributário

Uma enorme necessidade de obtenção e gestão de recursos financeiros faz com que as empresas avaliem com regularidade sua gestão tributária, visando economia fiscal. Para 2017, minha dica é analisar com muito cuidado os diversos regimes de tributação existentes, bem como as operações lícitas que podem trazer redução do pagamento de tributos.

CONTEXTO
É de notório conhecimento que o nível de tributação sobre as empresas e pessoas físicas no Brasil é absurdo, chegando a inviabilizar certos negócios. Empresas quebram com elevadas dívidas fiscais, e nem as contínuas “renegociações” (REFIS) trazem alívio ao contribuinte.

Se o contribuinte pretende diminuir os seus encargos tributários, poderá fazê-lo legal ou ilegalmente. A maneira legal chama-se elisão fiscal ou economia legal (planejamento tributário) e a forma ilegal denomina-se sonegação fiscal.

O planejamento tributário é um conjunto de sistemas legais que visam diminuir o pagamento de tributos. O contribuinte tem o direito de estruturar o seu negócio da maneira que melhor lhe pareça, procurando a diminuição dos custos de seu empreendimento, inclusive dos impostos. Se a forma celebrada é jurídica e lícita, a fazenda pública deve respeitá-la.

É sabido que os tributos (impostos, taxas e contribuições) representam importante parcela dos custos das empresas, senão a maior. Com a globalização da economia, tornou-se questão de sobrevivência empresarial a correta administração do ônus tributário.

Segundo o IBPT, no Brasil, em média, 33% do faturamento empresarial é dirigido ao pagamento de tributos. Somente o ônus do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro das empresas pode corresponder a 51,51% do lucro líquido apurado. Da somatória dos custos e despesas, mais da metade do valor é representada pelos tributos. Assim, imprescindível a adoção de um sistema de economia legal.

O princípio constitucional não deixa dúvidas que, dentro da lei, o contribuinte pode agir no seu interesse. Planejar tributos é um direito tão essencial quanto planejar o fluxo de caixa, fazer investimentos, etc.

TIPOS DE ELISÃO
Há duas espécies de elisão fiscal: 
  1. aquela decorrente da própria lei e
  2. a que resulta de lacunas e brechas existentes na própria lei.
No caso da elisão decorrente da lei, o próprio dispositivo legal permite ou até mesmo induz a economia de tributos. Existe uma vontade clara e consciente do legislador de dar ao contribuinte determinados benefícios fiscais. Os incentivos fiscais são exemplos típicos de elisão induzida por lei, uma vez que o próprio texto legal dá aos seus destinatários determinados benefícios. É o caso, por exemplo, dos Incentivos à Inovação Tecnológica (Lei 11.196/2005).

Já a segunda espécie, contempla hipóteses em que o contribuinte opta por configurar seus negócios de tal forma que se harmonizem com um menor ônus tributário, utilizando-se de elementos que a lei não proíbe ou que possibilitem evitar o fato gerador de determinado tributo com elementos da própria lei.

É o caso, por exemplo, de uma empresa de serviços que decide mudar sua sede para determinado município, visando pagar o ISS com uma alíquota mais baixa. A lei não proíbe que os estabelecimentos escolham o lugar onde exercerão atividades, pois os contribuintes possuem liberdade de optar por aqueles mais convenientes a si, mesmo se a definição do local for exclusivamente com objetivos de planejamento fiscal.

ATENÇÃO! 2017 JÁ INICIA COM UMA TOMADA DE DECISÃO

Importante decisão tributária deve ser efetivada, anualmente, pelos administradores empresariais, relativamente às opções: Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional.

Como a legislação não permite mudança de sistemática no mesmo exercício, a opção por uma das modalidades será definitiva. Se a decisão for equivocada, ela terá efeito no ano todo.

A opção é definida no primeiro pagamento do imposto (que normalmente é recolhido em fevereiro de cada ano), ou, no caso das optantes pelo Simples Nacional, por opção até o último dia útil de janeiro.

A apuração do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) pode ser feita de três formas:

1. Lucro Real (apuração anual ou trimestral);
3. Simples Nacional (opção exclusiva para Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

REINTEGRA - EXPORTADORES
A alíquotas do benefício de ressarcimento tributário do REINTEGRA – Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras - será elevada para 2% (dois por cento), entre 1º de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de 2017 - conforme dispõe o Decreto 8.415/2015, alterado pelo Decreto 8.543/2015.

Lembrando ainda que o valor do incentivo, apurado após 1º de outubro de 2014, não será computado na base de cálculo do IRPJ e da CSLL.

Veja também:
Conheça obras específicas, voltadas para a redução de custos tributários:
Reduza legalmente o valor de tributos pagos! Contém aspectos de planejamento fiscal e demonstrações de como fazê-lo. Pode ser utilizado por comitês de impostos como ponto de partida na análise de planejamento. Clique aqui para mais informações.
Pague menos Imposto usando a Lei a seu favor! Uma coletânea de mais de 100 ideias totalmente práticas para economia de impostos! Linguagem acessível abrange os principais tributos brasileiros, além de conter exemplos que facilitam o entendimento. Clique aqui para mais informações.
Explanação prática e teórica sobre as possibilidades legais de redução do imposto, créditos, benefícios fiscais e regimes especiais. Benefícios e Créditos admitidos por Lei.  Utilize esta obra para Economia Tributária!Clique aqui para mais informações.

Daniel Leite, membro efetivo do TRE-MA é condecorado pelo Poder Legislativo do MA


Nesta terça-feira (13), o advogado e desembargador do TRE-MA, Daniel de Faria Jerônimo Leite foi condecorado pelo Poder Legislativo do Maranhão com a Medalha de Honra ao Mérito “Manuel Beckman”.

A solicitação de homenagem, feita pelo deputado Vinícius Louro (PR), em reconhecimento pela contribuição do advogado/desembargador ao Judiciário maranhense. Daniel Leite já atuou em diversas funções públicas ao longo da sua vida profissional.

Participaram da solenidade o presidente interino da casa, Othelino Neto, além dos deputados Rogério Cafeteira, Edilázio Júnior, Alexandre Almeida, Stênio Rezende, Rigo Teles, Cabo Campos, Levi Pontes, Fábio Macedo, César Pires e Júnior Verde. Também prestigiaram a sessão o presidente da OAB-MA, Thiago Diaz, os desembargadores Bernardo Rodrigues, Ângela Salazar e Maria da Graça Duarte Mendes (vice-presidente do TJMA), o juiz Sebastião Bonfim (membro da Corte do TRE-MA), o diretor-geral do TRE-MA, Gilson Borges, juízes, entre outros convidados do homenageado.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Prefeito de Paço do Lumiar expressou profundo pesar pela morte de João Castelo

O prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro (PSDB) expressou hoje "profundo pesar" pela morte do ex-governador, senador, deputado federal e ex-prefeito de São Luís, João Castelo Ribeiro Gonçalves, líder político que fez muito pelo Maranhão.

"O prefeito de Paço do Lumiar, em nome do povo luminense, apresenta as suas condolências aos familiares daquele que trilhou o universo da boa política e esteve comigo apoiando a minha candidatura em 2016 para ver um Paço melhor", enfatiza o prefeito Josemar (PSDB).

domingo, 11 de dezembro de 2016

A QUADRILHA QUE QUER FERRAR COM OS BRASILEIROS COM MEDIDAS QUE ELIMINA DIREITOS E BENEFÍCIOS

Os principais beneficiários de repasses da Odebrecht e seus respectivos codinomes – Partes 4,5 e 6

O Diário do Brasil não está julgando político A ou B. As informações abaixo foram reproduzidas de outra fonte (link no fim da página). Estamos à disposição de qualquer pessoa que se sinta ofendida em sua honra e nos colocamos à sua inteira disposição.

LISTAODEBRECHT456A


Lembrando que as informações são oriundos da delação de Cláudio Melo Filho, ex-presidente de relações institucionais da Odebrecht

BOTAFOGO ► Rodrigo Maia (DEM-RJ).  Citado como destinatário de R$ 100 mil vindos da Odebrecht.
LAS VEGAS ► Anderson DornellesFiel escudeiro de Janete (Dilma) aparece como beneficiário de uma mesada de R$ 50 mil.
CAMPARI ► Gim Argello (PTB-DF). De acordo com Cláudio Melo, Campari recebeu R$ 1,5 milhão em cash (dinheiro vivo).
HELICÓPTERO ► Ciro Nogueira (PP-PI). Teria recebido (de acordo com o delator) R$ 1,6 milhão da Odebrecht.
GRIPADO ► José Agripino Maia (DEM-RN).  Consta como beneficiário de R$ 1 milhão vindos Odebrecht após insistentes pedidos de Aécio Neves.
TODO FEIO ► Inaldo Leitão. A delação diz que ele teria recebido R$ 100 mil.
CORREDOR ► Duarte Nogueira (PSDB-SP). Prefeito de Ribeirão Preto. O delator afirma que ele recebeu R$ 350 mil da empreiteira.
GREMISTA ► Marco Maia (PT-RS). o deputado, ainda de acordo com o site Buzzfeed, recebeu dois pagamentos que somam R$ 1,35 milhão.
TUCA ► Arthur Maia (PPS-BA). O delator afirma que o deputado foi beneficiário de R$ 600 mil.
MISERICÓRDIA ► Antônio Brito (PSD-BA). A delação diz que ele teria recebido R$ 100 mil.
DECRÉPITO ► Paes Landim (PTB-PI). A delação diz que ele teria recebido R$ 100 mil no ano de 2010.
BOCA MOLE ► Heráclito Fortes (PSB-PI). Segundo o delator, Boca Mole recebeu R$ 200 mil em 2010.
KIMONO ► Arthur Virgílio (PSDB-AM). O prefeito de Manaus teria recebido R$ 300 mil da empreiteira.
MISSA ► José Carlos Aleluia (DEM-BA). Melo Filho contou que Missa teria recebido R$ 300 mil da Odebrecht.
FEIA ► Lídice da Mata (PSB-BA). Aparece na planilha como beneficiária de R$ 200 mil.
FERRARIEVELHINHOcv
FERRARI ► Delcídio do Amaral (PT-MS). Segundo o delator, ele recebeu R$ 500 mil para aprovar um projeto sobre alíquotas de ICMS.
VELINHO – Francisco Dornelles (PP). O vice-governador (de 81 anos) do Rio de Janeiro e primo de Aécio Neves, teria recebido R$ 200 mil.

*** As informações são dos repórteres Severino Motta e Alexandre Aragão (site Buzzfeed Brasil) ***


leia também:
iecorr

Vestindo a carapuça! Políticos graúdos do PMDB e PSDB se unem para ‘melar’ delação da Odebrecht


Os principais beneficiários de repasses da Odebrecht e seus respectivos codinomes – Parte 1


Os principais beneficiários de repasses da Odebrecht e seus respectivos codinomes – Parte 2


Os principais beneficiários de repasses da Odebrecht e seus respectivos codinomes – Parte 3

Igrejas evangélicas do São Raimundo proclamam o evangelho na 5ª Marcha para Jesus

Externando alegria e disposição, pastores e membros de igrejas evangélicas do bairro São Raimundo, realizam a 5ª edição do evento ' MARCHA PARA JESUS'. Na ocasião, os reverendos foram se revesando na pregação da Palavra, sob a condução do Pastor Cesar.










sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Os 5 blogueiros que enriqueceram sem extorquir ninguém

O jornalista Robert Lobato nesta semana foi com o dedo na ferida com a sua postagem 'A blogosfera que cheira à pólvora', retratando os blogs que vive da extorsão com suas proclamadas 'bombas'.

Outros não usam desses expedientes para ganhar dinheiro. Mostram competência e profissionalismo. Eis os 5 blogs mais ricos do momomento:

5ª posição. Vitaly Friedman – Smashing Magazine
Smashing Magazine é seguramente o blog mais acessado por designers em todo o mundo. Grande parte do seu sucesso está relacionado aos tutoriais e artigos para leigos, estudantes e profissionais. Vitaly Friedman é o fundador e fatura cerca de US$ 190.000 por mês com publicidade no site.
4ª posição. Mario Lavandeira – Perez Hilton
Mario Armando Lavandeira Jr ou Perez Hilton conquistou fama mundial de forma muito rápida. A maioria do seu público é formada por pessoas interessadas na vida pessoal das celebridades. As críticas e fofocas sobre famosos fazem com que Perez receba aproximadamente US$ 450.000 por mês.
3ª posição. Pete Cashmore – Mashable
É o maior site independente de notícias sobre o universo da internet e das mídias sociais. Seu fundador se chama Pete Cashmore e sente orgulho por ter criado o projeto sozinho quando tinha apenas 19 anos. O Mashable fatura cerca de US$ 600.000 por mês.
2ª posição. Michael Arrington – Techcrunch
Como o nome sugere, trata-se de um site de notícias sobre tecnologia e startups. Seu fundador Michael Arrington foi nomeado “o profeta de Silicon Valley” e adquiriu muita influência graças ao conteúdo do seu blog. O Techcrunch fatura aproximadamente US$ 800.000 por mês.
1ª posição. Arianna Huffington – The Huffington Post
Arianna conseguiu a difícil façanha de transformar seu blog em um respeitável site de notícias. Foi criado em 2005 e aborda temas variados como política, ciência, educação e entretenimento. O blog conta com inúmeros colaboradores e possui uma renda mensal de US$ 2,3 milhões. Isso fez de Arianna Huffington a blogueira mais rica do mundo.
Fonte: luxatic.com