sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

EM 2016 DEIXEMOS DE ALIMENTAR O MONSTRO!

2016 chegou. Porém, entretanto, todavia, transformá-lo no que você desejou, depende de mim, de você e de outros fatores que estão sob nosso domínio. 

No pós-ditadura ficamos embriagados com os ares da liberdade e da democracia, e plantamos as sementes que nos traria alimentos democráticos e novos tempos sem fome, sem miséria, sem dores.

A Ditadura agiu Em nome do progresso, que não se realizou. No dizer da CNBB, a ditadura fez do Brasil o país da dor e da lágrima. 

O que dizer do tipo de democracia em voga no país? Que monstro nós criamos!!

Na redemocratização preparamos uma nova terra e um novo plantio para colhermos frutos novos com cheiros e sabores da liberdade e da democracia. pois, os alimentos da nossa gente era a injustiça, a desigualdade social, a violência, a corrupção, o descrédito com a política, o desrespeito aos direitos humanos, a tortura…etc.

Pois bem, plantamos uma nova semente, mas não verificamos se ela estava envenenada ou adulterada. O resultado é que nasceu um monstro com tentáculos poderosos, trazendo frutos tão amargos quanto aos da ditadura. Ao ponto de muitos querem esta de volta.

O tentáculo mais terrível desse monstro chama-se CORRUPÇÃO. Que invadiu lares, instituições e até seguimentos religiosos.

O que plantamos e regamos, está diante de nós ao vivo e em cores.

Como como cortar esse tentáculo para enfraquecer o monstro, se são poucos os que combatem?

Como ousamos-nos a desejar feliz 2016, se no recôndito da nossa alma alimentamos o monstro?

Quando foi que levantamos para nos juntar aos poucos que o combatem? 

Será que não já estamos hipnotizados pelo monstro? Ou será que já somos parte dele?

Examine-se cada um a si mesmo e verifique se não o é.

Enquanto não combatemos o monstro com os poucos que se oferecem, a nossa gente sofre a injustiça, a desigualdade social, a violência, a corrupção, a morte na fila dos hospitais, a atrofia educacional, o desrespeito aos direitos humanos, a execução em praça pública…

Coisas que fazem inveja à ditadura....coisas que nos levam para um buraco sem fim.

Em 2016 deixemos de alimentar esse monstro que devora nossos valores, que destrói nossa riquezas e que faz sofrer nossa gente.
Comentários
0 Comentários