terça-feira, 31 de maio de 2016

DORMINDO NA CAMA DOS COMUNISTAS

Edivaldo se prestou a este papel
Edivaldo Holanda Júnior (PDT) resolveu navegar por seara perigosa para seu futuro político. embora goze de certa reputação, Edivaldo se jogou nos braços de Flavio Dino e Marcio Jerry e passou a dormir na cama do PC do B, selando seu destino. 

Até João Castelo pontua melhor que o atual prefeito de São Luís nas pesquisas de intenções de votos. A situação de Edivaldo Holanda só piora a cada dia que passa, pois resolveu entregar a prefeitura para os comunistas do PC do B, ficando preso nas mãos de Flávio Dino que faz com ele o que quer. Pensa num prefeito perdido.

Edivaldo Holanda Jr ainda não acordou para a realidade. Em São Luís, a partir de João Castelo, a população resolveu não mais reeleger mal gestor como ele. Edivaldo está servindo de joguete nas mãos de Flávio Dino, pois a prefeitura é um tipo de trunfo dos comunistas, que tem futuro político incerto.

Eliziane descobriu que este abraço e as juras de amor do comunista
eram puras falsidades. 
Aproveitando a deixa de Holanda, a deputada federal Eliziane Gama, que goza da simpatia de grande parcela do eleitorado ludovicense, vem com um projeto para desbancar o prefeito. Comendo pelas beiradas, Eliziane  já conseguiu grande apoio do PSDB, além de inserções junto a população ludovicense.  

Edivaldo Holanda Junior, que dormiu no tempo e deixou o bonde passar pensa que tampando um buraco aqui e outro acolá, ira conquistar a simpatia do povo, que está cheio das farsas de último ano de mandato.

CNJ realiza, nesta terça-feira (31), a 232ª Sessão Ordinária, a partir das 14 horas



CNJ realiza 232ª sessão plenária nesta terça-feira

Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realiza, nesta terça-feira (31), a 232ª Sessão Ordinária, a partir das 14 horas, na sede do colegiado, em Brasília. A pauta da sessão é composta por 63 itens, entre processos administrativos disciplinares, procedimentos de controle administrativo, sindicâncias, revisões disciplinares, atos normativos, pedidos de providência e outros tipos de procedimentos.

Leia Mais

Conselho publica tradução das Regras de Mandela para o tratamento de presos

Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) dará publicidade, no dia 31 de maio, durante a 232ª Sessão Ordinária, à tradução oficial das chamadas Regras de Mandela, preceitos mínimos da Organização das Nações Unidas (ONU) para o tratamento de presos atualizadas no ano passado pela instituição internacional. O documento oferece balizas para a estruturação dos sistemas penais nos diferentes países e reveem as "Regras Mínimas para o Tratamento de Presos" aprovadas em 1955. As normas vão ao encontro de programas implantados pelo CNJ para melhoria das condições do sistema carcerário e garantia do tratamento digno oferecido às pessoas em situação de privação de liberdade, como os programas Audiência de Custódia e Cidadania nos Presídios.

Leia Mais

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Presidente do TJ e Corregedora-geral da Justiça cumprem determinação do CNJ para afastar tabelião de cartório.

Devido a boatos disseminados com interesses outros, o presidente do TJMA, desembargador Cleones Cunha, emitiu Nota para esclarecer que não tem qualquer envolvimento ou participação no afastamento de interino de cartório.

NOTA

"O Tribunal de Justiça do Maranhão informa que foi notificado da decisão do afastamento do interino da 1ª Seventia Extrajudicial do Registro de Imóveis de São Luís na tarde dessa quarta-feira (25), via Malote Digital, e que seu cumprimento deveria ocorrer em 24 horas.

A decisão é da corregedora-nacional de Justiça, Ministra Nancy Andrighi, na Reclamação Disciplinar 0002276-72.2016.2.00.0000, requerida pela Associação dos Titulares de Cartórios do Maranhão (ATC-MA) e Associação dos Notários e Registradores do Maranhão (Anoreg/MA).

Cabe ao TJMA e à Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão cumprirem as determinações constantes do documento.

São descabidas as afirmações e tentativas de envolver o atual presidente do TJMA, desembargador Cleones Cunha, no andamento e decisões constantes da reclamação que corre na Corregedoria Nacional de Justiça, bem como na escolha de interino para o cartório em questão.

Com o afastamento do interino, determinado pela decisão do CNJ, cabe à atual corregedora-geral da Justiça, desembargadora Anildes Cruz, designar um novo interventor para a Serventia de Registro de Imóveis, o que deve ser feito até segunda-feira, dia 30".

Prefeito Josemar (PSDB) antecipa pagamento de servidores para injetar recursos na economia local.

O prefeito de Paço do Lumiar, Josemar (PSDB) determinou a antecipação do pagamento de todos os servidores municipais para este sábado (28). O pagamento poderia ser feito até dia 3 de junho, mas o prefeito Josemar fez ajustes financeiros e administrativo para tal decisão.
Apesar da crise financeira que se abate sobre o país e sobre nosso município,  na nossa gestão não deixamos o funcionalismo na mão, pois entendo que pagando em dias, a economia local é aquecida", ressaltou o prefeito Josemar.

OU TUDO OU NADA

Escutas, delações e confissões tem revelado que o câncer corrupção se alastrou em todos órgãos da Nação, levando o Brasil para UTI. 

Investigações da Lava Jato revela uma verdadeira quadrilha capitaneada por senadores, deputados e gestores da Nação brasileira. Não escapa ninguém, do vereador ao senador, do prefeito ao governador, do governador ao presidente da república. sem contar os inúmeros casos também registrados no judiciário.

Para salvar o Brasil desses larápios da República faz-se necessário um forte remédio para eliminar o câncer da corrupção. ou a Lava Jato barra essa gente, ou eles acabam com o Brasil.

sábado, 21 de maio de 2016

O ÚNICO PREFEITO QUE REAGIU AOS ATAQUES DE BANDIDOS E ENFRENTA A CRISE FAZENDO O QUE PODE.

Prefeito Josemar lamenta ataques a ônibus em Paço do Lumiar e solicita reunião com cúpula da Segurança

Preocupado com os ataques a coletivos em vários pontos da região Metropolitana, que inclui também Paço do Lumiar, nas últimas horas, o prefeito Josemar Sobreiro solicitou uma reunião com o comando da Polícia Militar e da Segurança Pública.

Prefeito Josemar e Construtora Amorim Coutinho garantem emprego a moradores de Paço do Lumiar

O prefeito Josemar Sobreiro selou uma importante parceria com a Construtora Amorim Coutinho e o Sistema Nacional de Emprego (Sine), que vai garantir emprego a pessoas que residem em Paço do Lumiar. As vagas serão destinadas para profissionais que atuam no ramo da construção civil.

Prefeitura de Paço do Lumiar e Governo do Estado incentivam produtores rurais do município

A Prefeitura de Paço do Lumiar e o Governo do Estado iniciaram, nesta quarta-feira (18), a distribuição de sementes de grãos selecionadas aos agricultores do município. A ação é resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) e a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (AGERP/MA).

Paço do Lumiar realiza atividades da Semana de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

A Prefeitura de Paço do Lumiar está promovendo a VII Semana de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes. O evento marca o dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio.
Semed e Plan International reafirmam parceria para inclusão social de crianças e jovens de Paço do Lumiar
Com o intuito de avaliar e ampliar a parceria para o desenvolvimento de projetos de formação cidadã de alunos rede de ensino municipal, a Secretaria de Educação (Semed) de Paço do Lumiar recebeu, esta semana, a visita de representantes da Organização Não Governamental Plan International.

GOVERNO DO MARANHÃO É ACUSADO DE SABER QUE HAVERIA ATAQUES A ÔNIBUS E NÃO FEZ NADA PARA IMPEDIR.

A acusação dá conta que a Inteligência da polícia sabia que Bonde dos 40 atacaria os ônibus e nada fizeram para impedir.

Íntegra da carta da facção:

sexta-feira, 20 de maio de 2016

AGRESSÕES DE PMS DO MARANHÃO E BRAÇOS CRUZADOS DO GOVERNO DINO PROVOCAM REAÇÕES DE FACÇÕES, QUE QUEIMAM ÔNIBUS NA CAPITAL.




O advogado e membro da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Luís Antônio Pedrosa, declarou que era previsível que isso fosse ocorrer. “Esses ataques eram prenunciados e dizem respeito a brutal repressão que ocorreu em Pedrinhas essa semana, após a morte do auxiliar penitenciário”, explicou.

Corregedoria da Justiça disponibiliza projetos sociais para a comunidade na Ação Global.

Diversos projetos especiais, voltados para a comunidade, serão oferecidos gratuitamente pela Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão (CGJ-MA) na 23ª Ação Global, que acontece neste sábado (21), no Pavilhão da Cidadania, no campus universitário da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) no Bacanga.
No posto montado pela Corregedoria, funcionários dos cartórios e servidores da CGJ estarão à disposição do público, das 8h às 17h, para prestar informações, cadastrar interessados e encaminhar solicitações. Os servidores passaram por um treinamento para melhor atender ao público, ministrado na última quarta-feira (18) pela registradora Rosseline Rodrigues (da 2ª Zona de Pessoas Naturais de São Luís,) e pelo coordenador de Serventias da CGJ-MA, Rafael Duarte.
A desembargadora Anildes Cruz, corregedora geral da Justiça, fez um convite à comunidade para comparecer ao campus da UFMA para conhecer os projetos especiais da Justiça estadual. “Estaremos oferecendo, gratuitamente, projetos especiais consolidados na Justiça estadual pelo reconhecimento perante a sociedade, que proporcionam aos beneficiários o exercício da cidadania e o acesso à Justiça”, disse a corregedora.
Cinco projetos especiais são oferecidos pela CGJ-MA aos participantes da Ação Global deste ano: “Jurado Voluntário” cadastra interessados em participar das sessões do Tribunal do Júri; “Reconhecer è Amar” orienta e encaminha os pais interessados em reconhecer a paternidade dos seus filhos; “Construindo a Justiça”, que garante a participação de todos na elaboração de ideias e outros projetos de relevante valor para o cidadão e na construção de um Judiciário mais célere e eficaz; “Casamento Comunitário” oficializa união civil de casais e “Registro Civil”, com a emissão de certidões de nascimento. Todos gratuitos.
Informações sobre esses projetos especiais estão disponíveis na página da CGJ-MA na internet:http://www.tjma.jus.br/cgj/index#  (Projetos Especiais). E por meio do Telejudiciário – 0800-707-1581.
 Assessoria de Comunicação da Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

ETA LASQUEIRA: Secretário de segurança avisa bandidos para fugirem e empresários de ônibus aproveitam a desgraça para ganhar dinheiro.

No Bom Dia Mirante, o Secretário Jefferson Portela avisa para os bandidos onde vai estar para eles fugirem.

Do outro lado,  os empresários de ônibus estão liberando a frota reduzida para transportar a mesma quantidade de passageiros do dia a dia.  Com isto os "espertos" faturam alto em cima da miséria que é nossa segurança pública.

É hora do Caninde agir.

domingo, 15 de maio de 2016

O problema do Brasil sou eu, é você, somos nós.

Consciência coletiva é algo utópico para os que querem unanimidade de propósitos. Burrice coletiva também o é. Entretanto, no Brasil vem prevalendo um ambiente de letargia (apatia, inércia e/ou desinteresse) pelo crescimento e desenvolvimento do país. impera um individualismo sem precedentes.

Com raras exceções, padecemos de preguiça mental e da falta de iniciativas e ações necessárias para alavancarmos o desenvolvimento desta Nação. Enquanto não deixarmos de utilizar o "jeitinho" brasileiro como modus vivendi (modo de vida), estaremos sucumbindo nossas vidas e a da Nação.

Enquanto reverenciarmos com votos aqueles que praticam a corrupção, estaremos matando o futuro de gerações. Se não resgatarmos o patriotismo perdido no tempo por desconstrução dos últimos governos, não teremos amor pelo País no seu todo. Pois, a algazarra e anarquia tem prevalecido nas instituições da República, omo e estivéssemos cavando o próprio túmulo.

Enquanto o individualismo de um pequena classe prevalecer sobre o restante dos brasileiros, em detrimento da coletividade, não podemos falar de um pais de gentes civilizadas, mas de urubus a disputar a carniça, que é no que estamos transformando nosso Brasil. Onde cada um quer tirar seu pedaço maior que o do outro.

O Brasil não é carniça, não somos urubus, mas agimos como tais. O Brasil é nosso habitat, onde vivemos, de onde tiramos o pão de cada dia para alimentar milhares de homens, mulheres e crianças.

Somos gentes. Somos brasileiros

Salve o Brasil!!

terça-feira, 10 de maio de 2016

Jus sperniandi: A última cartada de Dilma no STF.

Jus sperniandi é o "direito de espernear", como uma criança birrenta.
Um pedido formulado pela Advocacia-Geral da União (AGU), ao Supremo Tribunal Federal (STF), busca suspender a instauração do processo de impeachment formalizado contra a presidente da República, Dilma Rousseff. 
No Mandado de Segurança (MS) 34193, sob relatoria do ministro Teori Zavascki, a AGU sustenta que o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conduziu o processo deimpeachment com desvio de finalidade, uma vez que procurava com seus atos se proteger de processo em trâmite no Conselho de Ética da Câmara e de processos por corrupção em andamento no STF.
“Urge, pois, que esse Supremo Tribunal Federal reconheça a prática contumaz de atos com desvio de finalidade, pelo então presidente da Câmara dos Deputados, também em outras esferas, como é o caso do processo de admissibilidade da denúncia por crime de responsabilidade contra a presidenta da República”, sustenta.
O MS alega que a instauração do processo de impeachment foi caracterizado pela prática de diversas ilegalidades, que procuravam dar maior celeridade ao processo e cercear a defesa. Fundamenta sua argumentação também na decisão do STF na Ação Cautelar (AC) 4070, proferida na semana passada, que determinou a suspensão do exercício do mandato de Eduardo Cunha e, por consequência, do exercício da Presidência da Casa Legislativa. Na ocasião, a Corte acolheu os argumentos da Procuradoria Geral da República (PGR) no sentido de que o parlamentar se valeu da condição de presidente da Câmara para atender interesses próprios e obstruir investigações em curso no STF e no Conselho de Ética.
Vícios
A AGU sustenta que o deputado procurava equilibrar-se entre governo e oposição a fim de barganhar apoio para o não recebimento da representação oferecida contra ele no Conselho de Ética. Uma vez que integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) no conselho declararam voto pela abertura do processo de cassação de mandato, o deputado anunciou o recebimento de denúncia por crime de responsabilidade contra Dilma Rousseff e deu início a uma série de atos, conforme alega o MS, viciados pelo desvio de finalidade.
Entre os atos ilegais apontados, está a definição de rito de trâmite de forma irregular – depois suspenso pelo STF –, inclusão da colaboração do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), com fatos estranhos à ação, e alteração da forma de votação nominal em plenário. Na votação, ainda permitiu que os líderes partidários encaminhassem orientação ao partido, influenciando livre formação de convicção pelos parlamentares.
“O deputado Eduardo Cunha tudo fez para prejudicar a defesa, para articular um relatório condenatório na Comissão Especial, para dar andamento sumário e anômalo ao processo, para criar um clima parlamentar onde, de fato e de direito, não houvesse uma real apreciação dos fatos caracterizadores dos crimes de responsabilidade”, alega.
Lava-Jato
O pedido também menciona que o deputado dirigia críticas ao Ministério da Justiça, à Procuradoria Geral da República, e esperava que o governo assumisse outra postura com relação às investigações da operação Lava-Jato. Não atendido, utilizou de seu cargo para “destruir o governo” aprovando matérias legislativas depois conhecidas como “pautas-bomba”, conforme argumenta a AGU.
No mandado de segurança, a AGU pede a concessão de liminar para suspender a validade da autorização concedida pela Câmara para a instauração do processo por crime de responsabilidade. Pede ainda a consequente suspensão dos atos relacionados em trâmite no Senado Federal. No mérito, requer a nulidade de todos os atos praticados na tramitação do processo, desde o recebimento da denúncia pelo presidente afastado da Câmara dos Deputados.
Fonte: STF

segunda-feira, 9 de maio de 2016

BOMBA! Pedido cassação de Waldir Maranhão.

DEM e PSD pedem cassação de Waldir Maranhão ao Conselho de Ética. “Entendemos que o presidente interino não tem condições de continuar, seja como presidente – conduzindo os caminhos da Casa – seja como deputado. Ele tenta tornar nulo um ato jurídico perfeito”, afirmou o líder do DEM, deputado Pauderney Avelino (AM). Avelino disse ainda que o partido não vai participar de reuniões de líderes convocadas por Waldir Maranhão.


BOMBA: Sai o resultado da armação no STF. Waldir Maranhão anula impeachment de Dilma.


sábado, 7 de maio de 2016

Criminosos do Senado Federal que o STF mantém nos cargos. Veja seus crimes.

Criminoso é quem comete alguma falta, não necessariamente punível, porém condenável por uma ou mais pessoas ou pela sociedade. No senado brasileiro está cheio deles. Clique nos nome e conheça os crimes desse sujeitos.
O COVIL DELES

PRECEDENTE PERIGOSO: Sob o argumento de excepcionalidade STF intervem no Poder Legislativo brasileiro.




Que Cunha não é um santo todo mundo sabe, mas invadir a competência do Poder Legislativo como fez o STF para suspende-lo é um atentado aos princípios do regime republicano.

O STF avançou o sinal e avançou feio. Tão feio que uma simples mortal da ralé como eu consegue vê.

alegando medida "excepcional", o STF afastou o presidente do Poder Legislativo. Medida que compete somente ao plenário da Câmara, formado por 513 deputados. Neste caso Eduardo Cunha pode descumprir a Decisão do STF.

E se Eduardo Cunha descumprir medida cautelar do STF?

Neste caso, o STF ficaria a ver navio, pois os Deputados Federais só podem ser presos, desde a Diplomação, em flagrante delito de crime inafiançável, nos termos do art. 53 da Constituição Federal. E descumprir ordem judicial não é crime inafiançável.

A intervenção do Poder Judiciário, no caso o STF, só se justificaria se a ordem estabelecida pela Constituição e pelo Regimento Interno da Câmara dos Deputados fosse descumprida. E até agora, apesar da conduta pouco ortodoxa de Eduardo Cunha, os trabalhos prosseguem e não será o Judiciário que neles vai intervir, salvo para fazer cumprir o que determinam os regramentos.

Falta previsão legal para que o STF ordene o afastamento do presidente da Câmara Federal. Pelo menos até agora. Não se faz aqui uma defesa de Eduardo Cunha. Longe disso, defende-se, sim, a normalidade do Estado Democrático de Direito. A prevalência das leis. A independência dos Poderes da República. Caso contrário, ocorrerá um golpe com roupagem de legalidade. E a Suprema Corte não cometerá esse desatino, que comprometerá ainda mais — e para pior — a reputação do Brasil no exterior, que já não sendo boa, se tornará pior.

DIREITO DO POSSÍVEL

O direito de peticionar ao Judiciário é amplo. A todos alcança. A todos pertence. Mas desde que o peticionamento (o pleito) seja possível,e que haja lesão de Direito a ser reparada. No caso de Eduardo Cunha, queiram ou não queiram seus pares, ele é o presidente da Câmara Federal, até o final do mandato, até renunciar ou até ser afastado, mas pela própria Câmara, observados os princípio do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa.

Dizem que Eduardo Cunha “não presta” e que está se comportando de maneira a prejudicar o avanço do processo disciplinar contra si instaurado. A ser verdade, a questão é interna e é para ser decidida pela própria Câmara. Não há o menor direito a ser exercitado por quem quer que seja, para obter no STF o afastamento de Cunha da presidência, como se isso fosse legalmente possível em substituição aos poderes que somente os deputados são detentores.

Leia mais...

terça-feira, 3 de maio de 2016

LULA E DILMA DESONRARAM OS BRASILEIROS CAPITANEANDO UMA QUADRILHA QUE RAPINOU A NAÇÃO.

"Essa organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Lula dela participasse"

- Rodrigo Janot, procurador-geral da República


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, incluiu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o empresário José Carlos Bumlai e seu filho Maurício Bumlai numa denúncia apresentada contra o senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) e o banqueiro André Esteves.

Janot disse que o ex-presidente manteve controle sobre as decisões do esquema operado na Petrobras. Lula tentou ainda influenciar o andamento da Lava Jato, segundo o procurador-geral.

“Embora afastado formalmente do governo, o ex-presidente Lula mantém o controle das decisões mais relevantes, inclusive no que concerne as articulações espúrias para influenciar o andamento da Operação Lava Jato, a sua nomeação ao primeiro escalão, à articulação do PT com o PMDB, o que perpassa o próprio relacionamento mantido entre os membros deste partidos no concerta do funcionamento da organização criminosa ora investigada”, disse Janot na peça apresentada ao STF.