segunda-feira, 20 de junho de 2016

Operador internacional revela Banco exclusivo para pagamento de propinas.

Vinícius Veiga Borin disse em delação premiada (íntegra do depoimento aqui) que as contas associadas à Odebrecht movimentaram pagamentos “suspeitos” que somam ao menos US$ 132 milhões. O delator é o primeiro a falar em detalhes sobre as transações internacionais do grupo por meio de offshores.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário