Compatilhar

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

O governador do Maranhão está algemado por criminosos

No Maranhão, governado pelo fanfarrão Flávio Dino, a bandidagem vem marcando território. A reação só é efetiva quando a vítima é um PM, alguém da alta sociedade se o crime causar repercussão. O resto cai no esquecimento, sem inquéritos, sem investigação, sem conclusão, sem autos. A justiça é enterrada junto com o cidadão, vítima dos bandidos. 

A polícia tem armas para vingarem os seus. Os bandidos também tem armas pesadas para roubar e matar. Já o cidadão comum é alvo dos dois e não tem como se defender. O Estado ora é omisso, ora está algemado pelas próprias leis que produz. A polícia alega que prende, mas a justiça solta. Esta por sua vez alega que solta, porque a lei manda soltar. Enquanto isso, a bandidagem cresce em enormes proporções.

A polícia, que é uma organização do Estado não é pura, também contém bandidos. Aí fica difícil combater a bandidagem que se instala em cada esquina do Maranhão, que também não age sozinha, eles formaram organização.

Como violência gera violência, execução de policiais gera execução de bandidos, e vice-versa. Mesmo porque o efetivo de bandidos no Maranhão é maior que o efetivo da PM.

Os maranhenses do bem não confiam na polícia que tem. milhares de ocorrências não são registrada nas delegacias do Estado. O medo está dominando, não temos segurança pública. Os bandidos executam o denunciante na saída da delegacia. O cidadão não acredita na polícia e diz em alta voz "não dá em nada".

Este Blog ainda defende que ninguém deve fazer justiça com as próprias mãos. Há quem defenda abertamente a execução de quem a população apontar como sendo bandido. PORÉM, ADVERTIMOS: APOIE A EXECUÇÃO DE PESSOAS (BANDIDAS OU NÃO) SEM JULGAMENTO E UM DIA CHEGARÁ A TUA VEZ QUANDO ALGUÉM GRITAR: "ESSE AÍ É BANDIDO, VAMOS MATÁ-LO".

Chegou a hora das autoridades deste país deixarem os mantos da omissão e encararem a realidade, antes que decidamos por um Estado de barbárie (selvageria).