sábado, 3 de setembro de 2016

Em disputa pela presidência da AMB, magistrado responde a ataques e desafia ao debate de ideias.

Juiz Gervásio Protásio Dos Santos
http://www.gervasiosantos.com.br
De perfil atuante, o juiz maranhense Gervásio Protásio Dos Santos, presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão(AMMA), é candidato a presidente da AMB - Associação dos Magistrados Brasileiros, cuja eleições ocorrerão de 05 a 09/11/2016. 

O juiz responde a ataques e propõe o debate de deias.

"Infelizmente, desde que se iniciou a corrida rumo à presidência da AMB, tenho sofrido ataques de todos os tipos. Ataques de ordem ideológica e também de ordem pessoal. Os meus afetos e as minhas relações de amizade tem sido atingidas. Não escolho amizades pela ideologia dos meus amigos, nem tampouco ingressei no movimento associativo motivado por algum tipo de partidarismo. Não vejo na agressão e nos ataques, o melhor caminho. O melhor caminho é o debate de ideias e da tolerância, para que possamos efetivamente construir uma voz que promova a defesa da Magistratura. Não tenho absolutamente nada, do ponto de vista pessoal, contra os candidatos que se apresentam em oposição à nossa chapa. Os respeito como devem ser respeitados, como magistrados.

Acredito que o associativismo pode ser um instrumento para aperfeiçoamento do Poder Judiciário. E essa constatação eu tive no próprio estado do Maranhão, uma vez que a nossa associação local, a AMMA, ao longo dos últimos 15 anos sob a gestão de Ronaldo Maciel, minha e do José Brígido Lages, contribuiu para a evolução institucional do estado. Ao comparar os dados do Maranhão do início de 2003 com o ano de 2016, o que se verá em todos os setores é a melhoria do Poder Judiciário, quer na condição de trabalho do magistrado e até mesmo na produtividade do judiciário como um todo. Essas conquistas, frutos de uma dedicação coletiva de magistrados comprometidos, foram reconhecidas em uma tese de doutorado publicada pela Cambridge University Press (https://goo.gl/SQZsfq).

A AMB tem um papel essencial na defesa da Magistratura brasileira, das prerrogativas do magistrado e tem um papel importante na preservação da independência e autonomia do Poder Judiciário. Nossas propostas têm firmes raízes nos estados. Temos uma visão nacional, sabemos as dificuldades da Magistratura, suas características e particularidades em cada uma das regiões. Quando viajo, sempre observo quais são os tipos de necessidade da Magistratura estadual e do trabalho. Me tornei candidato por entender que ainda há muito a ser feito pela valorização do magistrado e pelo resgate da sua autoestima. Deixo aqui meu convite: conheçam minha história, minha experiência e dedicação associativa. Estamos abertos ao diálogo e suas ideias são muito bem vindas nessa construção de uma só voz para a Magistratura nacional", declarou o juiz Gervásio.
Comentários
0 Comentários