Compatilhar

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Quem tem um mínimo de memória consegue lembrar os mais de três anos da Gestão do atual prefeito.

Para a campanha de Edivaldo, o povo de São Luís não tem cérebro

Para Edivaldo e os articuladores de sua campanha, o povo de São Luís não tem cérebro. Pode até ser que tem muitos que não sabe o que comeu uma hora depois, mas a maioria absoluta do povo de São Luís acompanha muito bem o migué que estão querendo aplicar.

1 - Quem tem um mínimo de memória consegue lembrar três anos de sofrimento na parada de ônibus;

2 – Três anos em ônibus lotados e pagando passagem cara e ainda continua. A licitação dos transportes é outro migué para gerar falsa esperança;

3 – Quem tem um mínimo de memória consegue lembrar que as escolas municipais passaram meses a fio sem aulas, em péssimos estados de conservação e com mães voltando com suas crianças, que ficaram sem educação;

4 – Três anos com históricos de crianças sendo mandadas para casa por falta de alimentação escolar;

5 – Mais de três anos, idosos dormindo em filas para marcar uma consulta e outras noites ao relento para conseguir a consulta;

6 – Três anos de sofrimento nos péssimos atendimentos dos socorrões I, II e postos de saúde do município de São Luís;

7 - Quem tem um pingo de curiosidade clica AQUI e descobre que veio até agora mais de R$ 3,5 bilhões para o povo não ter sofrimento no atendimento dos casos de saúde;

8 - Quem tem um mínimo de memória se lembrará três anos e oito meses de solavancos e treme-treme nas ruas de São Luís, se lembrará dos serviços porcos de tapa buracos, que no dia seguinte estavam amostra. Situação que ainda continua;

9 - Quem tem um mínimo de memória se lembrará que um prefeito anterior fez a mesma coisa que o atual prefeito. No último no de mandato se virou nos trinta para jogar asfalto em várias comunidades, inaugurar praças, creches para crianças e outras miguelagens e no final recebeu o troco dos eleitores que conseguiram se lembrar do sofrimento de 3 anos;

10 - Quem tem um mínimo de memória consegue enxergar o esquema via governo do PC do B, que morre de medo de perder para qualquer dos outros candidatos.

Para quem tem memória, propagandas mirabolantes não tem o menor efeito. Uma das razões de não investirem na educação é para tornar o povo um alvo fácil para manipulação como está se vendo nestas eleições 2016;

Tem um lado trágico de tudo isso: muitos, de tanto sofrerem se acostumam. Por isso se ver gente amando os que lhes maltratam.