quinta-feira, 4 de maio de 2017

Ex-vereador de Paço do Lumiar é preso junto com líder de quadrilha

Do Blog do Rilton Silva


De acordo com informações da Policia Civil, a quadrilha movimentou cerca de R$ 100 milhões, oriundos de corrupção em Prefeituras 

A Polícia Civil do Maranhão cumpre 22 mandados de prisão na manhã desta quinta-feira (4). O alvo é uma quadrilha que lavava dinheiro em postos de gasolina da Região Metropolitana de São Luís, comandada pelo agiota conhecido como Pacovan. Os mandados estão sendo executados na capital e nas cidades de Itapecuru e Zé Doca.

Ao todo, a Polícia suspeita que o sistema de lavagem montado por Pacovan movimentou R$ 100 milhões. Os recursos seriam oriundos de corrupção em Prefeituras.

Em um dos imóveis de Pacovan, na BR- 135, foram apreendidos 60 caminhões. Segundo a polícia, os veículos eram entregues como garantia por quem tomava empréstimos com ele.

A lavagem de dinheiro nos postos informava à Receita uma venda maior do que a que realmente havia. Com isso, Pacovan conseguia justificar – “esquentar” – recursos ilegais.

As investigações da Polícia Civil que resultaram na operação de hoje desenrolam-se há cerca de um ano. O nome da operação é uma referência a um jogo de empilhamento chamado Jenga, em que uma peça retirada derruba toda a torre.

Relação das 18 pessoas já presas pela Polícia Civil na Operação Jenga:

Josival Cavalcanti da Silva (Pacovan)
Edna Maria Pereira (esposa)
Samia Lima Awad
Thamerson Damasceno Fontenele
Simone Silva Lima
Rafaely de Jesus Souza Carvalho
Creudilene Souza Carvalho
Ilzenir Souza Carvalho
Adriano Almeida Sotero
Geraldo Valdonio Lima da Silva
Lourenço Bastos da Silva Neto
José Etelmar Carvalho Campelo (ex-vereador de Paço do Lumiar, conhecido como Irmão Campelo)
Renato Lisboa Campos
João Batista Pereira
Kellya Fernanda de Sousa Dualib
Manassés Martins de Sousa
Jean Paulo Carvalho Oliveira

Francisco Xavier Serra Silva
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário