Blog do Edgar Ribeiro: DIREITO DE INFORMAR E EXPRESSAR É AMEAÇADO NO MARANHÃO

terça-feira, 29 de maio de 2018

DIREITO DE INFORMAR E EXPRESSAR É AMEAÇADO NO MARANHÃO

Compartilhe esta postagem!



O governador do Maranhão tem investido pesado contra a imprensa crítica do Estado. Tanto o governador, como seu partido, o PC do B não toleram críticas, mas exercem livremente esse direito no dia - a - dia.

A maior parte das informações censuradas são sobre fatos comprováveis. O nosso governador já passou a imagem de intolerante. E de fato o é. A título de exemplo, em recente acontecimento, o jornalista Diego Emir foi vítima dessa sanha intolerante porque divulgou postagem com o título “Roseana Sarney confirma pré-candidatura ao Governo e chama Flávio Dino de “ditador”. O jornalista apenas informou um fato presenciado por ele, mas foi acionado para retirar a informação e ser multado em R$ 5.000,00. 

A intolerância comunista é patente pela quantidade de expedientes processuais contra jornalistas, blogueiros, redes sociais e jornais. Até mesmo institutos de pesquisas não escapam.

Estes fatos serão comunicados oficialmente ao CNJ e à Comissão Executiva do Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa, para as providências cabíveis.

A Constituição Federal e o STF garante a liberdade de livre expressão do pensamento e informação. 

Ver-se que governador Flávio Dino, nesta condição, deveria suportar as criticas e as atividades jornalísticas  protegidas pela constituição que ele prometeu cumprir.

Por outro lado, os ferrados blogueiros não têm a menor chance numa disputa com um governador que detém o comando de toda maquina executiva do Estado, investindo pesado através de seus procuradores para obter sucesso na demanda.

Em um dos processo, o governador chega a pedir para o juiz que queria ser ouvido em casa, no Palácio. O juiz negou sua pretensão porque aí já seria demais. E por ái vai ... no Maranhão de meu Deus.

Já dizia Rui Barbosa: "Nada mais tolo que o orgulho, nada mais duro e odioso que a intolerância, nada mais perigoso ou ridículo do que a vaidade.”

O autor deste blog continuará a exercer seu direito constitucional à informação e o direito de informa , apesar das intolerâncias.

Deixe seu Comentário Aqui!